Loading...
Sep 20, 2018 Last Updated 7:44 PM, Sep 19, 2018

Orquestra Sinfônica Brasileira realiza inscrições em Mangaratiba para o projeto Conexões Musicais

Músicos locais terão a oportunidade de dividir o palco com a OSB em um grande concerto na cidade Músicos locais terão a oportunidade de dividir o palco com a OSB em um grande concerto na cidade FOTO DIVULGAÇÃO
Publicado em Cotidiano
Ler 472 vezes
Avalie este item
(0 votos)

 

Orquestra Sinfônica Brasileira, um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país, abrirá espaço em seu palco para até 20 músicos da cidade de Mangaratiba, interior do estado do Rio de Janeiro. Os músicos residentes no município, interessados em participar de masterclassesworkshops e, no final do ciclo, tocar em um concerto junto com a OSB, devem se inscrever, gratuitamente, no dia 20 de agosto. A ação faz parte do Conexões Musicais, um projeto de responsabilidade social e de democratização cultural da Orquestra Sinfônica Brasileira que tem como objetivo promover uma rede de interação em cidades do interior do Estado do Rio de Janeiro.A Orquestra Sinfônica Brasileira conta com a Lei Rouanet e tem a NTS como mantenedora, a Vale, a Eneva e a Brookfield como Patrocinadoras.

 

Os músicos interessados devem comparecer das 10h às 18h, na Fundação Mario Peixoto (Rua Fagundes Varela, 146, Centro - Mangaratiba), munidos de documento de identidade e comprovante de residência. Até 50 músicos locais serão pré-selecionados pela Secretaria de Educação e Cultura de Mangaratiba, e, posteriormente, passarão por uma audição, com integrantes da OSB. Até 20 poderão ser escolhidos para tocar junto com a Orquestra, em um grande concerto que acontecerá no dia 17 de Novembro. Eles participarão de workshopsmasterclasses e de um ensaio com a OSB, no Rio de Janeiro, antes da grande apresentação.

 

A culminância se dá com um grande evento em um espaço público da cidade onde, antes do concerto da OSB (contando com a participação de até 20 músicos locais), grupos musicais do município, como bandas de fanfarra, bandas militares e orquestras se apresentam também. Uma surpresa que a Orquestra Sinfônica Brasileira prepara é a execução do hino da cidade e deuma obra de um compositor da comunidade. “Nosso grande objetivo é jogar luz sobre as instituições musicais dessas localidades, bem como aos músicos e grupos atuantes de cada cidade. Embora a sede na Orquestra Sinfônica Brasileira seja no Rio de Janeiro, o próprio nome já sugere: Somos a Sinfônica Brasileira” - explica o diretor artístico da OSB Pablo Castellar.

 

Além disso, o projeto Conexões Musicais também proporciona um estudo das atividades musicais dos municípios onde atua e promove o acesso à cultura por meio de um trabalho de sensibilização musical, desenvolvido no ciclo escolar básico, através do programa “Orquestra em Sala”. Realizado em parceria com escolas públicas, professores são capacitados para prepararem seus alunos sobre o funcionamento de uma orquestra sinfônica, o trabalho dos músicos e o repertório específico que será apresentado pela OSB na cidade.

 

O Conexões Musicais teve o início de suas atividades em 2017 e, desde então, já passou por cidades como Japeri, Volta Redonda, Paracambi, Barra do Piraí e  Guapimirim. O resultado vem sendo tão positivo que os membros da OSB estão ansiosos para levar o projeto a outros municípios. “A música impacta a todos da mesma forma. Não importa se você já teve muito ou pouco contato com a música clássica. O Conexões Musicais permite que todos nós tenhamos a mesma experiência... nós da Orquestra, os músicos convidados, o público” - conta, entusiasmado, o maestro Lee Mills.

 

Mais sobre a OSB:

 

Fundada em 1940 pelo Maestro José Siqueira, a Orquestra Sinfônica Brasileira é o mais tradicional conjunto sinfônico do país, sendo reconhecida pelo pioneirismo de suas ações: primeira orquestra brasileira a realizar turnês pelo Brasil e exterior, apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia.

 

As missões institucionais da OSB contemplam a conquista de novos públicos para a música sinfônica, o incentivo a novos talentos e a divulgação de um repertório diversificado, objetivos alcançados em mais de 5 mil concertos realizados durante 78 anos de trajetória.

 

Além de ter revelado nomes como Nelson Freire, Arnaldo Cohen e Antônio Meneses, a OSB também contou em sua história com a colaboração de alguns dos maiores artistas do século XX: Leonard Bernstein, Zubin Mehta, Kurt Sanderling, Arthur Rubinstein, Martha Argerich, Kurt Masur, Claudio Arrau, Mstislav Rostropovich, Jean-Pierre Rampal e José Carreras, dentre outros. 

Últimas Notícias

Escolas estaduais que pedem socorro

Estruturas físicas debilitadas pela ação... (leia mais)

Tragédia anunciada em Seropédica

Imbróglio judicial entre a Comlurb... (leia mais)

Mangaratiba recebe palestra gratuita sobre neurovendas

Inscrições estão abertas para atividade... (leia mais)

Escola de Seropédica promove projeto literário

EDUCAÇÃO O Projeto Chá Literário... (leia mais)