Loading...
Jul 15, 2018 Last Updated 6:20 PM, Jul 13, 2018

Arena Park Maracanã é montada no Célio de Barros

O ARENA Park Maracanã, iniciativa que levará entretenimento e lazer para a população do Rio O ARENA Park Maracanã, iniciativa que levará entretenimento e lazer para a população do Rio FOTO CARLOS MAGNO/GOVERNO DO RIO
Publicado em Esporte
Ler 785 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Governo do Estado fechou parceria para revitalização do espaço com entrada gratuita

O terreno do Estádio de Atletismo Célio de Barros, no Maracanã recebeu na quinta-feira (14), o Arena Park Maracanã, iniciativa que levará entretenimento e lazer para a população do Rio. A proposta de revitalização da área e recuperação do equipamento – fechado para a reforma do Complexo do Maracanã, visando a Copa do Mundo de 2014 – se tornou possível a partir da assinatura de um termo de autorização de uso temporário entre a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, a Suderj e a Agitto Soluções, MKT e Entretenimento.

A empresa ficará responsável por toda a manutenção do espaço e terá ainda que manter um projeto esportivo de iniciação do atletismo. Por ser um termo de autorização de uso temporário, com duração de seis meses, não foi necessária a realização de licitação. Mesmo assim, para dar transparência ao processo, a secretaria realizou um chamamento público de 15 dias para que outros interessados apresentassem suas propostas, o que acabou não ocorrendo.

O secretário de Esporte, Lazer e Juventude, José Ricardo Brito, lembrou que o custo alto para a reconstrução do estádio inviabilizou, nesse primeiro momento, a proposta inicial. Contudo, a volta do espaço esportivo continua sendo uma meta do governo. Ele também reforçou a importância da iniciativa privada no fomento da economia local, já que o espaço estava inativo. “Refazer a pista, a arquibancada e as instalações custariam algo em torno de R$ 15 milhões. Como o Estado não dispõe desse recurso, estamos desde o ano passado buscando parcerias com a iniciativa privada para patrocinar a recuperação do Célio de Barros. Foi quando surgiu essa oportunidade de fazermos a arena, um projeto temporário que vai nos ajudar na manutenção. Essa iniciativa, inclusive, pode estimular outros parceiros a viabilizar a reconstrução do Célio de Barros, que continua sendo uma prioridade do Governo do Rio de Janeiro”, disse o secretário de Esporte, Lazer e Juventude, José Ricardo Brito.

ENTRADA GRATUITA

Como projeto de entretenimento itinerante, a reabertura do Célio de Barros trará vida e movimentação para o entorno do estádio, além de gerar 400 empregos diretos e indiretos. Será um espaço de lazer a céu aberto com entrada gratuita.

Entre as quartas e domingos, haverá um show por dia. O local tem um total de 22 brinquedos, incluindo roda-gigante, carrossel, montanha-russa, área de arvorismo com 400 m², tirolesa e jump de oito metros de altura. A área de alimentação contará com 35 operações, entre food trucks, beer trucks, bicicletas gastronômicas e contêineres. “O projeto não só revitalizará aquela área como levará qualidade de vida para os moradores da região. A população ganhará um espaço de convivência seguro, confortável e acessível”, disse o presidente da Suderj, Rodrigo Vizeu.

 Para reforçar a imagem do atletismo, o Arena Park Maracanã terá um espaço dedicado à memória do esporte. Serão divulgadas histórias de personalidades esportivas importantes que passaram ou foram reveladas em competições ocorridas no Célio de Barros.