Loading...
Aug 22, 2018 Last Updated 2:58 PM, Aug 17, 2018

Mangaratiba discute violência sexual à criança e ao adolescente

ALÉM DE apresentações, serviços de manicure marcaram o evento no município ALÉM DE apresentações, serviços de manicure marcaram o evento no município FOTO DIVULGAÇÃO /PMM
Publicado em Cotidiano
Ler 491 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Secretarias de Saúde e Assistência Social intensificam o alerta em relação ao tema

MOBILIZAÇÃO Para marcar o Dia Nacional De Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-Juvenil, comemorado no dia 18 de maio, integrantes das secretarias de Saúde e Assistência Social e Direitos Humanos de Mangaratiba se uniram em torno de uma ação de cidadania para a população na Praça Robert Simões, na manhã de ontem (23).   

Houve distribuição de panfletos, palestras de conscientização a respeito do tema e exibição de vídeos sobre exploração sexual infantil, a fim de demonstrar formas de prevenção e como identificar quando algo está acontecendo com a criança. Na parte de serviços, alunos e professores do CECAP (Centro de Capacitação Profissional) de Muriqui marcaram presença. Quem passava pelo local pode aproveitar gratuitamente corte de cabelo, manicure, maquiagem, medição de glicose e aferição de pressão arterial.

Para o secretário de Assistência Social e Direitos Humanos Leandro de Paula, o objetivo da mobilização foi alcançado. “Queríamos dar a visibilidade e a importância que o tema merece, e isso acho que conseguimos, pois centenas de pessoas passaram por aqui hoje e puderam conhecer um pouco mais sobre a questão. As crianças e os adolescentes que são vítimas desse tipo de violência sofrem danos irreparáveis para o seu desenvolvimento físico, psíquico, social e moral. As pessoas não podem se calar, têm que denunciar”, concluiu Leandro.

Os alunos da oficina de Balé do CRAS de Itacuruçá, além do grupo teatral do CRAS da Praia do Saco, realizaram apresentações focadas no tema em questão, para o público presente. Equipes do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) e do DAIE (Diretoria de Assistência Integral ao Educando), da Secretaria de Educação, também participaram da iniciativa.