Loading...
Sep 22, 2018 Last Updated 2:58 PM, Sep 21, 2018

Mais uma doença de verão: Conjuntivite

CASOS de conjuntivite aumentam no verão devido ao calor e umidade CASOS de conjuntivite aumentam no verão devido ao calor e umidade FOTOS DIVULGAÇÃO
Publicado em Cotidiano
Ler 2626 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Com alto risco de contaminação, saiba como evitar esse grande incômodo na vista

SAÚDE- Seus olhos estão vermelhos? Sente uma coceira e um pouco de dor? Parece que tem areia em sua vista? Talvez você esteja com conjuntivite.

A inflamação que ocorre na conjuntiva (membrana que envolve o globo ocular e a parte interna das pálpebras) é bastante frequente no verão, onde o calor e a umidade favorecem a disseminação do vírus, principalmente em locais com grandes aglomerações, como piscinas por causa das férias. Dessa forma o número de pessoas infectadas aumenta consideravelmente, principalmente de conjuntivite viral, onde o mais comum é o adenovírus.

Existem três tipos mais comuns da doença:

1.       A conjuntivite bacteriana tem uma duração mais curta se for tratada corretamente. Os olhos ficam vermelhos e é bem comum sentir os olhos “purgando”, acordar com os cílios grudados e pegajosos. A transmissão se dá pelo contato manual e contaminação de objetos e o tratamento é feito com uso de colírios com antibióticos específicos.

2.            A conjuntivite alérgica dura de sete a 15 dias e ela é altamente contagiosa. Seus sintomas são a fotofobia e a sensação de areia ou corpo estranho nos olhos. Também pode apresentar sintomas semelhantes ao da gripe. O tratamento é feito com lágrimas artificiais e compressas com água filtrada ou soro fisiológico. Quando há complicações, o tratamento é feito com uso de corticoides ou colírios associados com antibióticos.

3.       A conjuntivite alérgica tem como principal sintoma a coceira. A coceira é intensa e recomenda-se evitar coçar os olhos, pois o atrito pode causar traumas e até levar a deficiência da visão. Dependendo do caso, é indicado o uso de antialérgico e lavar os olhos com lágrimas artificiais.

Em todos os três caso é necessário à procura de um médico oftalmologista para receitar um colírio adequado para cada tipo de conjuntivite, somente assim saberá como tratar e eliminar a doença.

Segundo os médicos, apesar de difícil, a pessoa com conjuntivite não pode coçar o olho! O ato de coçar pode machucar os olhos e arranhar a córnea, deixando os olhos sensíveis e abrindo uma porta para a entrada de contaminações. O colírio lubrificante pode ajudar.

O JORNAL ATUAL separou algumas dicas para prevenir e evitar a contaminação de outras pessoas:

·         Lavar frequentemente as mãos;

·         Evitar coçar os olhos;

·         Hidratar sempre os olhos;

·         Aumentar a higiene pessoal;

·         Evitar o compartilhamento de toalhas, travesseiros e objetos pessoais, como maquiagens, telefones e óculos;

·         Evitar ambientes com muitas pessoas;

·         Sempre ter em mãos álcool em gel e lenços descartáveis;

·         Caso infeccionado, limpar apenas com agua filtrada ou mineral, não usar o sabão, água boricada, soro fisiológico ou chás;

Nunca se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. 

 

 

Luísa Martinelli

(sob supervisão)

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.