Dec 11, 2017 Last Updated 2:50 AM, Dec 11, 2017

Destaques

Jovens encabeçam caminhada pel…

O intuito do evento é dar um exemplo de que é possível reunir diversas religiões...

Nuclep mira novos contratos de…

Além de novos contratos no setor, empresa entregará equipamentos de Angra 3 até ...

Igreja em Itaguaí receberá uni…

Essa é uma oportunidade para aqueles doadores que não podem se dirigir aos ponto...

Itaguaí, Rio de Janeiro, Seropédica e 16 municípios passam a ter sinal de TV 100% digital a partir de hoje

Publicado em Cotidiano
Ler 456 vezes
Avalie este item
(0 votos)

TECNOLOGIA- Nesta terça-feira (21) o Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV decidiu pelo desligamento do sinal analógico de TV

em nas 19 cidades do Rio de Janeiro. Com isso, Itaguaí, Rio, Seropédica, Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti e Tanguá passam a ter sinal de TV 100% digital.

Entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável pelo processo de migração do sinal de TV no Brasil, a Seja Digital conclui o processo a exatamente às 23h59 de hoje. A decisão será homologada pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab. Segundo pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência, 96% da população desta região continuará assistindo TV mesmo após o desligamento do sinal analógico.

A decisão é resultado do trabalho em parceria realizado pela Seja Digital, Anatel, radiodifusão, governos municipais, ONGs e lideranças locais que, juntos, mobilizaram centenas de pessoas que apoiam e orientam à população. Foram cerca de 1,9 mil voluntários mobilizados em prol da digitalização de suas comunidades e mais de 250 mil visitas domiciliares com o objetivo de informar a população sobre o desligamento do sinal analógico de TV. Além disso, cerca de 3,3 mil instaladores foram capacitados para atender quem precisava de ajuda na instalação dos equipamentos e mais de 1,2 mil servidores e agentes comunitários de saúde e epidemiologia capacitados para levar informação aos moradores de diversas localidades.