Aug 22, 2017 Last Updated 8:54 PM, Aug 22, 2017

Pescadores recebem certificados de embarcação pesqueira

Certificados de embarcação pesqueira foram entregues durante evento realizado no Teatro Municipal de Itaguaí Certificados de embarcação pesqueira foram entregues durante evento realizado no Teatro Municipal de Itaguaí FOTO CLEITON BEZERRA
Publicado em Cotidiano
Ler 698 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Profissionais da pesca artesanal, que atuam na Baía de Sepetiba, agora podem contar com mais este documento

CLEITON BEZERRA

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

REGULARIZAÇÃO Foi feita a entrega de 289 certificados de embarcação pesqueira entregues a pescadores de Itaguaí e Mangaratiba, que foram confeccionados pela coordenação do escritório federal de agricultura e pesca do Rio de Janeiro. O evento aconteceu no Teatro Municipal de Itaguaí, na última quinta-feira (13). A entrega de certificados fez parte de uma campanha do ministério público federal chamada “Pesca Legal”. Essa campanha tem como objetivo trazer para legalidade e para regularização os pescadores artesanais da Baía de Sepetiba, mediante a colaboração das associações e colônias de pescadores, assim como das secretarias municipais de Itaguaí e Mangaratiba.

Estiveram presentes no evento: senador Eduardo Lopes (PRB/RJ); Jaime Marinho, coordenador do escritório federal de agricultura e pesca do Rio de Janeiro; Catia Antonia Silva, professora e pesquisadora da UERJ; Carla Moutinho, representante da secretaria de municipal de meio ambiente e agricultura de Itaguaí; Adalberto Basílio, secretário municipal de Agricultura e Pesca de Mangaratiba; Isaque Alves, representando o Fórum de pescadores artesanais da Baía de Sepetiba.

A mediação do evento foi tocada por Sergio Suiama, procurador da república. Wlad da pesca, vereador de Mangaratiba (PT), esteve presente no Teatro, porém não compôs a mesa. O evento contou inicialmente com a fala das autoridades presentes e em seguida foram entregues os certificados.

Durante abertura do evento Sergio Suiama, procurador da república, comentou sobre o sucesso da campanha e a agilidade na emissão dos documentos causada por ela. “A intenção é trazer os pescadores para a regularização através desse canal rápido, com esse preenchimento dos formulários e as emissões dos certificados de uma maneira mais ágil, sem que o pescador fosse obrigado a ir lá ao centro do Rio de Janeiro para ter que tirar o seu documento”, explicou.

Na sua fala o senador Eduardo Lopes (PRB/RJ) falou sobre o potencial da pesca no nosso país e sobre o trabalho da pesca hoje. “Ninguém tem o que nós temos. Oito mil e 500 quilômetros de costa, um quinto da água doce do mundo e, no entanto, nós vimos como está a questão da pesca, seja dos artesanais, seja da chamada pesca profissional, seja na aquicultura. O Brasil tem um potencial extraordinário e nós temos que encontrar esse ponto de equilíbrio entre o progresso, o trabalho, a necessidade”, comentou.

 

Questionado sobre a origem dessa iniciativa de regulamentar a situação de alguns pescadores na região, Jaime Marinho, coordenador do escritório federal de agricultura e pesca do Rio de Janeiro, comentou que é fruto de desdobramento de uma audiência pública realizada na região em 2016. “Hoje, no Teatro Municipal, houve um desdobramento da primeira reunião que nós tivemos em audiência pública com o procurador geral da república, Sergio Suiama, aqui na região em 2016. Com esse desdobramento foi possível que hoje nós pudéssemos entregar os 289 certificados de pesca aqui na região, que abrange a Baía de Sepetiba no todo”, finalizou o representante máximo da pesca no Estado do Rio.