Oct 24, 2017 Last Updated 2:00 AM, Oct 23, 2017

Socorro a aposentados sem pagamento

As aposentadas Sônia Maria, Maria de Fátima e Galdino da Silva estão empenhadas na campanha As aposentadas Sônia Maria, Maria de Fátima e Galdino da Silva estão empenhadas na campanha FOTO CLEITON BEZERRA
Publicado em Cotidiano
Ler 783 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Socorro a aposentados sem pagamento

Campanha arrecada alimentos nas escolas e no comércio para aposentados do estado

 

WELINGTON CAMPOS

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

INICIATIVA Representantes da secretaria de aposentados do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe/Itaguaí) estão promovendo uma “Campanha Solidária” de arrecadação de alimentos para montar cestas básicas. Os mantimentos serão doados a servidores aposentados do estado, que estão com os pagamentos atrasados desde maio e passando por dificuldades para conseguir se manter.

Segundo a aposentada Sônia Maria Dias Mendes, de 69 anos, uma das organizadoras da campanha, os servidores inativos estão sem receber os salários de maio e junho, além de parte dos vencimentos de abril deste ano e do 13º salário de 2016. “Estamos levando essa campanha fazendo panfletagem nas escolas e no comércio do município. O dia “D” da campanha será 1º de julho, no Calçadão, a partir das 9h. Estaremos recebendo os alimentos. Quem quiser doar um 1kg de alimento não perecível poderá faze-lo no dia D ou entregar diretamente na sede do Sepe/Itaguaí, que fica localizado na Rua General Bocaiúva, 469, Centro. Informações: (21) 2688-2970”, explicou Sônia Maria, que foi servidora estadual por 32 anos.

A também organizadora da campanha, Maria de Fátima Santiago, de 58 anos, informou que os alimentos arrecadados serão distribuídos em cestas básicas para professores e serventes aposentados do estado. “Estamos pedindo apoio da população e dos comerciantes da cidade. Tem muita gente que está passando dificuldade e espera contar com essa ajuda até que o Estado pague o que deve aos pensionistas”, completou a aposentada que lecionou por 25 anos.

 

De acordo com Galdino da Silva, de 70 anos, que também participa da campanha, os contemplados que vão receber a cesta básica serão avisados por telefone. “Temos um cadastro com o nome dessas pessoas que estão passando por dificuldade. Faremos o contato para que receba uma cesta básica, claro, vai depender do sucesso da campanha”, concluiu a aposentada que trabalhou para o estado durante 38 anos.