Loading...
Sep 21, 2018 Last Updated 12:32 PM, Sep 21, 2018

Projeto levará apresentações gratuitas para Conceição de Jacareí

A APRESENTAÇÃO de palhaços é um dos atrativos que o projeto apresenta sábado A APRESENTAÇÃO de palhaços é um dos atrativos que o projeto apresenta sábado FOTO DIVULGAÇÃO
Publicado em Cotidiano
Ler 558 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Iniciativa da Escola Livre de Palhaço tem apoio da Transpetro na oferta de atividades artísticas na praça 

É DE GRAÇA! O Instituto Cultural Escola Livre de Palhaços (Eslipa) apresentará, no sábado (7), em Mangaratiba, o projeto “De Olho no Duto”, que conta com investimento social da Transpetro. A iniciativa tem como foco principal oferecer aos moradores locais um dia inteiro de atividades culturais gratuitas, incluindo espetáculo e roda de conversa. O evento está marcado para a quadra de futebol, no distrito de Conceição de Jacareí.  A programação começa às 14h e se estende até 17h. A ação cultural inicia com um cortejo musical, com a presença de palhaços, malabaristas e pernas-de-pau, tocando seus instrumentos, cantando músicas e convidando o público para participar.  Em seguida, haverá a apresentação do espetáculo “Lá vem o circo”, que mostra uma trupe de palhaços chegando numa comunidade e buscando um lugar para montar seu circo. O espetáculo traz a relação peculiar entre os palhaços, permeada por situações de conflitos, amizade e conquistas.

Além da apresentação cênica, haverá oficina e uma roda de conversa entre os artistas e moradores, que tem o objetivo de identificar as manifestações artísticas existentes na comunidade e fortalecer estas iniciativas. Os diretores e artistas da Eslipa, Richard Riguetti e Lilian Moraes, destacam que a ideia é promover a cidadania, os direitos humanos, a inclusão social e o respeito à diversidade humana e cultural das comunidades. “Todas as atividades do projeto serão realizadas em espaços públicos abertos, com o compromisso de promover o diálogo permanente entre os artistas e a comunidade, para identificar, potencializar e valorizar as iniciativas artísticas e culturais de cada região”, explicam os artistas.

Para a Transpetro, o projeto tem premissas básicas de transformação social, calcadas na formação cidadã, no engajamento das comunidades, na atuação forte da divulgação dos canais de comunicação e ações e informações preventivas, além do desenvolvimento do senso de pertencimento local.

Mais Cotidiano

Últimas Notícias