Loading...
Sep 22, 2018 Last Updated 2:58 PM, Sep 21, 2018

Comitê Guandu participa de eleições em Brasília

INTEGRANTES DO Comitê Guandu em Brasília, durante a eleição do Conselho Nacional de Recursos Hídricos INTEGRANTES DO Comitê Guandu em Brasília, durante a eleição do Conselho Nacional de Recursos Hídricos FOTO DIVULGAÇÃO
Publicado em Cotidiano
Ler 440 vezes
Avalie este item
(0 votos)

PLEITO Representantes de Comitês, Consórcios e Associações Intermunicipais de Bacias Hidrográficas de todo país estiveram no mês passado, na sede do Ministério do Meio Ambiente em Brasília - DF, participando da assembleia deliberativa para a escolha dos integrantes da representação para o Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH). 33 representantes de entidades das cinco regiões do Brasil definiram em votação que a escolha seria por cargo e não por chapa. Ponto polêmico e alvo de protesto da reunião foi o sistema de votação e representação nas Assembleias do CNRH por procuração. Anivaldo Miranda, presidente do CBH São Francisco, sugeriu o fim, a partir da próxima eleição, do modelo que permite que um representante presente, portando procuração, vote pelo representante correspondente ao documento. A sugestão foi aprovada por todos. Durante essa mesma votação, por exemplo, havia representante com 11 procurações e seu voto foi contabilizado 12 vezes. O Diretor Executivo do Comitê Guandu-RJ, Decio Tubbs, participou da assembleia e da votação, e também se posicionou contra o sistema, que segundo o Diretor, pode atentar contra a participação democrática.

No encontro foi ressaltado também a importância e a necessidade da ampliação das vagas do seguimento no CNRH. Essa reivindicação foi recebida por Jair Tunnus, Secretário Nacional de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental, que esteve na Assembleia para parabenizar os Comitês pela atuação no sistema.

Ao fim das votações, foi eleito para a representação dos Comitês de Bacia no CNRH o Comitê de Bacia Hidrográfica de Gravataí - RS, com os Comitês de Prado - SP e São Francisco - BA como Suplentes. A representação dos Consórcios e Associações Intermunicipais ficou com o PCJ - SP.

Após o resultado, Decio Tubbs levantou a necessidade de maior participação dos Comitês Fluminenses para que o Estado do Rio de Janeiro exerça melhor representatividade no cenário nacional.

Outros oito segmentos estiveram em Brasília, em reuniões públicas, para também definirem os representantes dos usuários e das organizações civis de recursos hídricos no CNRH. Os eleitos assumem ainda neste ano e cumprem mandato até 2021.