Loading...
Aug 21, 2018 Last Updated 2:58 PM, Aug 17, 2018

Reunião define atuação de policiais militares em escolas de Itaguaí

ITAGUAÍ É pioneiro em programa educacional  desenvolvido pela polícia militar do Rio de Janeiro ITAGUAÍ É pioneiro em programa educacional desenvolvido pela polícia militar do Rio de Janeiro FOTO DIVULGAÇÃO / PMI
Publicado em Cotidiano
Ler 567 vezes
Avalie este item
(0 votos)

EDUCAÇÃO A Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) realizou, na semana passada, a primeira reunião de reajuste do termo de cooperação do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ). O encontro aconteceu no bairro Vista Alegre, na Escola Municipal Prefeito Wilson Pedro Francisco, e contou com as presenças da secretária de Educação e Cultura, Andréia Cristina Marcello Busatto, e do major Pimenta, representante da corporação policial.

A secretária de Educação e Cultura destacou o histórico do Proerd no município. ‘’Atualmente, são atendidos 1.254 alunos dos 5º e 7º anos do ensino fundamental. Isso representa 33 turmas escolares. A nossa expectativa é de alcançarmos dois mil alunos até o fim do ano.’’ Disse Andréia Busatto.

Ainda segundo a secretária, Itaguaí é o pioneiro a receber as aulas do Proerd para as turmas do 7º ano. ’’Eu não tenho dúvidas de que o que Proerd traz para a escola e à comunidade é de grande importância para todos nós. Não é só a capacidade técnica e instrução. A equipe do programa tem amor pelo que faz e passa os ensinamentos da melhor maneira para os nossos alunos. Para nós, o comprometimento do Proerd e o interesse das nossas crianças são tudo. ’’ Finalizou a secretária.

O objetivo do programa, de acordo com o major Pimenta, chefe do Centro de Capacitação do Proerd, é tornar melhores o ambiente escolar e a comunidade. ‘’ Somos policiais militares atuando como educadores sociais. Contamos com a participação da escola e das famílias dos alunos. Cada um com a sua responsabilidade. Mas, juntos, podemos fazer mais pela sociedade’’, pediu o oficial da Polícia Militar