Loading...
Aug 17, 2018 Last Updated 2:58 PM, Aug 17, 2018

Transporte alternativo volta a funcionar normalmente

Na manhã de ontem (7), vans e kombis formavam uma fila no centro de Itaguaí, como de costume Na manhã de ontem (7), vans e kombis formavam uma fila no centro de Itaguaí, como de costume FOTO CLEITON BEZERRA
Publicado em Cotidiano
Ler 612 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Na tarde de sábado (5), vans e kombis começaram a ser vistas circulando pelos bairros

MOBILIDADE Na manhã de ontem (7), vans e kombis formavam uma fila, como de costume, ao longo da Rua Doutor Curvelo Cavalcanti. As cooperativas que atuam no setor em Itaguaí haviam realizado uma paralisação durante a sexta-feira (4), após cerca de cinco veículos terem sido queimados na quinta-feira (3), em bairros no interior da cidade.

Durante a sexta-feira (4), já no início da manhã, dois dirigentes de duas cooperativas distintas foram brutalmente assassinados, próximo a um ponto de transporte alternativo no centro de Itaguaí. No momento do crime, parte do comércio ainda estava fechado, mas muita gente já circulava pelo local, o que causou grande alvoroço. O crime rapidamente tomou conta das redes sociais, com postagem feitas por pessoas que passavam pelo local quando tudo aconteceu. Informações que começaram a circular das redes dão conta de que ocupantes de um carro preto teriam feito mais de 30 disparos, provocando a morte dos homens.

Ainda segundo informações que circularam nas redes sociais uma das vítimas é um homem conhecido como “Gordinho”, que seria presidente da Cooperativa dos Transportes Alternativos de Passageiros (Ctaps), que congrega proprietários de kombis e vans em Itaguaí. A outra vítima, de acordo com as informações divulgadas pela internet, seria um homem conhecido como Renato, que era motorista de uma kombi que fazia o trajeto do Centro para a localidade conhecida como Pedreira, em Chaperó.

Segundo as mesmas informações, os dois homens estavam no local para que outros motoristas se juntassem a eles num manifesto contra a onda de violência que assola a cidade, e que na manhã de quinta-feira (3) teve como episódio trágico o incêndio provocado em uma kombi e em uma van, depois de uma ação da Polícia Militar no Parque Primavera, que resultou na morte de um homem.

Os motoristas de kombis e vans que fazem o transporte alternativo da cidade fizeram uma paralisação. O manifesto ocorreu também durante a manhã de sexta-feira no Parque Municipal, no mesmo instante em que os dois homens foram executados.

Os manifestantes seguiram em carreata pelas principais ruas do município até o Palácio Barão de Tefé, sede do Poder Executivo. Um grupo representando os motoristas de transporte alternativo se reuniu com as autoridades. 

RETORNO

Na tarde de sábado (5), vans e kombis começaram a ser vistas circulando pelos bairros. O clima de medo ainda paira estampado no rosto dos munícipes e trabalhadores de Itaguaí, que se recusam a dar entrevistas, porém a rotina foi retomada sem problemas no início desta semana.