Jan 18, 2018 Last Updated 1:35 PM, Jan 18, 2018

Destaques

Nova lei prevê benefícios para…

Os contribuintes poderão aderir ao Programa de Regularização Rural até dia 28 de...

Seropédica qualifica servidore…

Curso foca em planejamento ambiental participativo, na importância da fiscalizaç...

Boato: Cadastramento biométric…

A procura pela biometria aumentou 50% em relação ao mesmo período do ano passado...

Maternidade de Seropédica será Centro de Especialidades da Mulher

A ENFERMEIRA Wellen, a técnica Renata, a diretora Maria de Fátima e a secretária Rosemary A ENFERMEIRA Wellen, a técnica Renata, a diretora Maria de Fátima e a secretária Rosemary FOTO RENATO REIS
Publicado em Cotidiano
Ler 3672 vezes
Avalie este item
(3 votos)

Unidade vai entrar em nova fase a partir de abril, com a contratação de médicos especialistas

RENATO REIS
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

NOVA FASE Em pouco mais de um mês a Maternidade Municipal de Seropédica (MMS) vai começar a passar por uma grande transformação, incorporando novos profissionais à equipe e oferecendo atendimentos para além dos cuidados com as parturientes. Às vésperas de se transformar num Centro de Especialidades da Mulher, o que deve acontecer em diferentes etapas ao longo de 2017, a unidade vai ampliar seu raio de ação, passando a realizar, por exemplo, exames preventivos, atendimento na área de mastologia e patologia do colo do útero. À frente dessa transformação está a médica ginecologista e obstetra Maria de Fátima Nolasco, diretora geral da MMS. “Estamos com todo o apoio do prefeito Anabal para iniciarmos esse trabalho”, anima-se a especialista.

Atuando hoje como maternidade de baixo risco, a MMS vai migrar aos poucos para os casos de pré-natal de médio risco, a partir de abril, quando a direção deve iniciar a contratação de médicos especialistas. Quando entrar nessa nova fase, a MMS vai atender pacientes com patologias de base, como, por exemplo, hipertensão arterial, hipotireoidismo e hipertireoidismo. Na mesma ocasião, segundo a diretora Maria de Fátima Nolasco, a unidade vai iniciar o pré-natal de adolescentes. Nos casos que exigem cuidados de alto risco, as pacientes continuarão a ser encaminhadas para unidade de Nova Iguaçu, que é referência nesse tipo de tratamento.

Além das pacientes seropedicenses, a MMS atende também a parturientes oriundas de cidades como Itaguaí, Japeri e Nova Iguaçu. Só para se ter uma ideia das demandas da unidade, em janeiro foram registrados 54 partos entre normais e cesarianas. Em fevereiro, até o dia 17, foram contabilizados 55 nascimentos. “Todos os bebês já saem daqui com certidões de nascimento”, acentua a diretora. Para dar conta de tamanha tarefa, a unidade conta, em seus plantões, com equipes médicas que reúnem dois obstetras, um neonatologista e um anestesista. A esse time de especialistas se unem profissionais como a enfermeira Wellen Schuabe, a técnica de enfermagem Renata Dias e a secretária Rosemary Ferreira Timóteo, as três presentes no momento da entrevista. “Minhas equipes são formadas por profissionais muito competentes”, elogia a diretora.  

Como parte das atividades programadas para a conversão da unidade num centro especializado de atendimento à mulher, a direção da MMS anuncia a realização do evento “Março Verde”, entre 1º e 31 de março, destinado a disseminar a prevenção contra o câncer de colo uterino. Especialistas vão receber pacientes na própria unidade, de sextas-feiras aos sábados, entre 8h e 12h, e de 14h às 16h, ocasião em que vão orientá-las sobre as melhores forma de proteção contra a doença. Na quarta-feira (8), data consagrada ao Dia Internacional de Mulher, haverá também uma programação especial na MMS, com várias atividades gratuitas, como as tendas da beleza, da saúde, do bate-papo e do entretenimento.