Oct 24, 2017 Last Updated 2:00 AM, Oct 23, 2017

Maternidade de Seropédica será Centro de Especialidades da Mulher

A ENFERMEIRA Wellen, a técnica Renata, a diretora Maria de Fátima e a secretária Rosemary A ENFERMEIRA Wellen, a técnica Renata, a diretora Maria de Fátima e a secretária Rosemary FOTO RENATO REIS
Publicado em Cotidiano
Ler 2399 vezes
Avalie este item
(1 Votar)

Unidade vai entrar em nova fase a partir de abril, com a contratação de médicos especialistas

RENATO REIS
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

NOVA FASE Em pouco mais de um mês a Maternidade Municipal de Seropédica (MMS) vai começar a passar por uma grande transformação, incorporando novos profissionais à equipe e oferecendo atendimentos para além dos cuidados com as parturientes. Às vésperas de se transformar num Centro de Especialidades da Mulher, o que deve acontecer em diferentes etapas ao longo de 2017, a unidade vai ampliar seu raio de ação, passando a realizar, por exemplo, exames preventivos, atendimento na área de mastologia e patologia do colo do útero. À frente dessa transformação está a médica ginecologista e obstetra Maria de Fátima Nolasco, diretora geral da MMS. “Estamos com todo o apoio do prefeito Anabal para iniciarmos esse trabalho”, anima-se a especialista.

Atuando hoje como maternidade de baixo risco, a MMS vai migrar aos poucos para os casos de pré-natal de médio risco, a partir de abril, quando a direção deve iniciar a contratação de médicos especialistas. Quando entrar nessa nova fase, a MMS vai atender pacientes com patologias de base, como, por exemplo, hipertensão arterial, hipotireoidismo e hipertireoidismo. Na mesma ocasião, segundo a diretora Maria de Fátima Nolasco, a unidade vai iniciar o pré-natal de adolescentes. Nos casos que exigem cuidados de alto risco, as pacientes continuarão a ser encaminhadas para unidade de Nova Iguaçu, que é referência nesse tipo de tratamento.

Além das pacientes seropedicenses, a MMS atende também a parturientes oriundas de cidades como Itaguaí, Japeri e Nova Iguaçu. Só para se ter uma ideia das demandas da unidade, em janeiro foram registrados 54 partos entre normais e cesarianas. Em fevereiro, até o dia 17, foram contabilizados 55 nascimentos. “Todos os bebês já saem daqui com certidões de nascimento”, acentua a diretora. Para dar conta de tamanha tarefa, a unidade conta, em seus plantões, com equipes médicas que reúnem dois obstetras, um neonatologista e um anestesista. A esse time de especialistas se unem profissionais como a enfermeira Wellen Schuabe, a técnica de enfermagem Renata Dias e a secretária Rosemary Ferreira Timóteo, as três presentes no momento da entrevista. “Minhas equipes são formadas por profissionais muito competentes”, elogia a diretora.  

Como parte das atividades programadas para a conversão da unidade num centro especializado de atendimento à mulher, a direção da MMS anuncia a realização do evento “Março Verde”, entre 1º e 31 de março, destinado a disseminar a prevenção contra o câncer de colo uterino. Especialistas vão receber pacientes na própria unidade, de sextas-feiras aos sábados, entre 8h e 12h, e de 14h às 16h, ocasião em que vão orientá-las sobre as melhores forma de proteção contra a doença. Na quarta-feira (8), data consagrada ao Dia Internacional de Mulher, haverá também uma programação especial na MMS, com várias atividades gratuitas, como as tendas da beleza, da saúde, do bate-papo e do entretenimento.