Loading...
Apr 22, 2018 Last Updated 4:35 PM, Apr 20, 2018

Entidades enaltecem papel da ICN em Itaguaí

Entidades enaltecem papel da ICN em Itaguaí FOTO ARQUIVO ATUAL
Publicado em Cotidiano
Ler 644 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Iniciativas que estimulam o mercado de trabalho local, aquecem o comércio e criam rede de fornecedores motivam mobilização

 DESAGRAVO- A decisão da Câmara Municipal de Itaguaí, de rejeitar a homenagem à empresa Itaguaí Construções Navais (ICN), conforme proposta apresentada pelo vereador Ivan Charles, o Ivanzinho (PSB), provocou uma reação imediata no meio empresarial da cidade, que não viu com bons olhos as argumentações contrárias à deferência, especialmente porque os motivos alegados carecem  de sustentação considerável. O vereador pretendia entregar à ICN uma Moção de Congratulações e Elogios em reconhecimento às importantes atividades desenvolvidas na cidade.

Ao contrário do que se ouviu na sessão, por exemplo, a ICN é uma das maiores incentivadoras do fortalecimento da economia local, por meio de iniciativas como a criação do Fórum do Desenvolvimento da Cadeia Produtiva de Itaguaí, que capacita as pequenas e médias organizações da cidade para que elas possam fornecer produtos e serviços às grandes empresas, atendendo às exigências que as normas de qualidade estabelecem.

Ainda no que se refere ao estímulo ao comércio, dessa vez com foco na agricultura familiar, a empresa criou o projeto “Feirinha ICN”, por meio do qual produtores locais vendem seus produtos aos funcionários, que são liberados mais cedo para irem às compras. Com repercussão positiva, a iniciativa já chegou a outra grande empresa da cidade – a Nuclep, cujos colaboradores também já foram atendidos na feirinha.

A Feirinha ICN é uma iniciativa que conta com a participação dos produtores que integram a Cooperativa de Agricultores Familiares de Itaguaí (Coopafit). “Ampliar as atividades dos produtores da cooperativa é bastante salutar e empolgante. Vamos fazer essa feira aqui durante toda a semana. Nós já temos a experiência da ICN e a Nuclep está estudando a ideia de nós ficarmos aqui e acreditamos que vai dar certo”, comemorou o agricultor Mário Grijó, presidente da Coopafit na ocasião, durante uma edição pontual da feirinha na Nuclep, durante a 8ª Semana de Educação Ambiental.

Na busca de ampliar as oportunidades para os itaguaienses, a própria ICN busca aproximação com a Prefeitura de Itaguaí, na tentativa de criar um canal de acesso de trabalhadores da cidade a eventuais demandas de seu parque industrial, com a intermediação do Centro Municipal de Oportunidades. Dessa forma, a mão de obra local seria orientada pela própria municipalidade sobre os requisitos e trâmites necessários à conquista da carteira assinada na empresa.

Para além das estratégias para estimular negócios e aquecer o mercado de trabalho local, no campo e na cidade, a ICN participa de iniciativas como o financiamento da primeira etapa da restauração da Igreja Matriz de São Francisco Xavier, um rico, emblemático e histórico patrimônio arquitetônico da cidade, que figura como a construção mais antiga erguida em território itaguaiense.

Em entidades como a Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Itaguaí, o Rotary Clube e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Itaguaí começam a ganhar forma estratégias para reconhecer a atuação da ICN na cidade. Pragmática como costuma ser, a iniciativa privada enxerga na trajetória da empresa valores que, no Legislativo, foram parcialmente ignorados em favor de interesses menores.  

 

Câmara vai discutir empregabilidade

A Câmara Municipal de Itaguaí programou para o dia 26 de março, a partir das 8h30, a segunda audiência pública para discutir sobre o tema empregabilidade e a composição do Conselho Municipal do Emprego e Renda. O evento será no plenário da Câmara Municipal. Estão convidados a participar do evento membros da sociedade civil, como representantes de empresas, sindicatos e trabalhadores.

Outro tema que provavelmente será discutido na ocasião será a aplicação da Lei nº 3.510/2017, que determina que empresas prestadoras de serviço no Município de Itaguaí, e aquelas que obtêm isenções na forma de contratação de mão de obra direta, deverão contratar e manter empregados prioritariamente trabalhadores domiciliados no Município de Itaguaí, na proporção de 70% do seu quadro efetivo de funcionários. Os trabalhadores devem ter, no mínimo, um ano de domicílio eleitoral e/ou com filho nascido em Itaguaí.

 RENATO REIS

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 

 

Mais Cotidiano

Últimas Notícias

Terceira Idade de Itacuruçá celebra o Dia do Índio com gincana

Os participantes realizaram diversas atividades... (leia mais)

Dificuldade na aprendizagem é tema de capacitação

MANGARATIBA A Diretoria de Assistência... (leia mais)

A caminho da regularização empresarial

Sebrae vai promover encontros destinados... (leia mais)