Loading...
Sep 22, 2018 Last Updated 2:58 PM, Sep 21, 2018

Plano Estratégico de Turismo da Baixada Verde será lançado amanhã

O PARQUE Natural Municipal de Nova Iguaçu é uma das áreas no âmbito do Baixada Verde O PARQUE Natural Municipal de Nova Iguaçu é uma das áreas no âmbito do Baixada Verde FOTO REPRODUÇÃO
Publicado em Cotidiano
Ler 2063 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Iniciativa tem o objetivo de traçar metas usando recursos disponíveis da região e será fundamental para o desenvolvimento da atividade turística local

 

 INVESTIMENTO- A Secretaria de Estado de Turismo e o Sebrae-RJ lançam, nesta quinta-feira (22), às 10h, no auditório da Associação Brasileira de Agências de Viagens do Rio de Janeiro, o Plano Estratégico de Turismo da Baixada Verde. O material tem como objetivo traçar metas e objetivos, usando os recursos disponíveis da região de forma eficiente e será fundamental para o desenvolvimento da atividade turística da região.

Secretário de estado de Turismo do Rio de Janeiro, Nilo Sergio Felix adiantou que o estudo definiu cinco eixos estratégicos e 61 ações prioritárias para a região. O trabalho, contou, ainda, com a participação do empresariado, do Fórum Regional de Turismo da Baixada Verde e a Câmara Metropolitana do Rio de Janeiro. “Os municípios da Baixada Fluminense estão localizados a poucos quilômetros da capital. Natureza e ecoturismo, grandes atrativos da região, são, segundo o Ministério do Turismo, o segundo principal motivo das viagens realizadas por estrangeiros no Brasil. Essa é uma área que tem potencial de crescimento”, afirmou, em recente entrevista, Nilo Sérgio Félix.

O secretário estadual lembrou ainda como pontos positivos da região a proximidade entre os municípios, a boa infraestrutura hoteleira e o grande número de agências de turismo aptas a dar suporte aos viajantes.

Diretor de Operações da TurisRio, Sergio Mello diz que tem acompanhado as diversas reuniões dos gestores do turismo da Baixada para organizar a atividade. “A enorme área verde que abrange os municípios da região tem tudo para se transformar num importante atrativo turístico”, salientou.

Sérgio Mello disse ainda que os representantes do turismo estão trabalhando a atividade na região de forma única, entendendo que desta forma, podem atrair para seus destinos muito mais visitantes. As áreas verdes se espalham por diversos municípios. Esse esforço coletivo na promoção de seus atrativos é fundamental para apontar os caminhos a serem seguidos e fazer com que a Baixada possa, definitivamente, se desenvolver através do turismo, atividade importante geradora de emprego e renda.

A Região Metropolitana do Rio de Janeiro mantém 36,27% de seu território verde conservado e desse total 10,96%, ou seja, praticamente um 1/3, está na Baixada Fluminense. Segundo o Mapa da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, grande parte dessas áreas são espaços protegidos, como parques, reservas e estações ecológicas. Além disso, boa parte da vegetação está em áreas de difícil acesso, assegurando, uma defesa natural contra uma degradação por ação humana.