Jun 25, 2017 Last Updated 3:00 AM, Jun 23, 2017

Piranema segue esquecido pelo Poder Público

Publicado em Cotidiano
Ler 2810 vezes
Avalie este item
(1 Votar)
Marcado sob

Moradores reclamam dos buracos, da falta de conservação e da falta de atenção das autoridades

Dilceia Norberto
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

NO PÓ E lá vai Piranema no meio da poeira. Bem no meio de uma disputa territorial. Mas também no meio dos buracos incontáveis, do matagal e do tráfego desenfreado de veículos pesados. Tudo construído pela negligência das autoridades competentes que acontece há muito tempo no bairro. O ATUAL, que já denunciou, em publicações anteriores, várias vezes os problemas, voltou ao bairro e observou que pouco ou nada tem sido feito. As irregularidades continuam, como a de caminhões sem placa transportando areia. Outro fator que preocupa os moradores é a instalação de terminais logísticos – são três – e, ao que tudo indica já há um novo em construção. A situação coloca a poluição do ar em níveis alarmantes, como já denunciado à Ouvidoria municipal.

Não há conservação no bairro. O mato toma conta de ruas e calçadas, que também são ocupadas por lixo e todo tipo de detritos. As praças dos locais servem de estacionamento para caminhões, que transitam pelo bairro diariamente sem qualquer tipo de restrição. Reduzindo a qualidade do ar com a poeira e causando rachaduras nas casas das pessoas , como já constatado pela Defesa Civil.

Vale lembrar que o território de Piranema está no meio de uma disputa judicial. Em março de 2016, depois de quase 20 anos de briga judicial, Itaguaí recuperou parte de seu território desmembrado, em 1997, em decorrência da emancipação de Seropédica. Com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), o bairro de Piranema passa a fazer parte novamente de Itaguaí.

No entanto, em dezembro do ano passado, uma petição, feita ao ministro Luiz Fux, que é relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) nº 1825, de um escritório que defende Seropédica trouxe uma novidade para o caso. A Prefeitura de Seropédica entrou como amiga da corte na ADI nº 1825 fazendo uma série de intervenções como um terceiro interessado na ação.

A situação ainda não está definida, mas enquanto isso muita gente que vive no local sofre com a negligência do Poder Público, mas não deixa de pagar seus impostos, que dizem os moradores não são nada baratos. Ainda assim, não recebem a atenção que mereciam.

Assista o vídeo: https://youtu.be/QI149XaqGko

 

Última modificação em Quinta, 16 Fevereiro 2017 16:29