Jun 25, 2017 Last Updated 3:00 AM, Jun 23, 2017

Estado discute o monitoramento do Arco Metropolitano

Publicado em Cotidiano
Ler 1338 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Meta é evitar a ocupação desordenada do entorno

 

PREVENÇÃO A Câmara Metropolitana promoveu esta semana, no Palácio Guanabara, a sua primeira reunião do ano para o monitoramento de uso e ocupação do entorno do Arco Metropolitano. O encontro reuniu os novos secretários e equipes das áreas de Urbanismo, Meio Ambiente e Planejamento das cinco prefeituras cujos municípios cortam a rodovia: Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Japeri, Seropédica e Itaguaí. Também estiveram na reunião representantes da Light, da Defesa Civil Estadual e da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).

O diretor-adjunto da Câmara Metropolitana, Paulo Cesar Silva Costa, ressaltou a necessidade do compartilhamento de informações entre o Governo do Estado e os municípios como forma de se evitar a ocupação desordenada do entorno do Arco Metropolitano. A coordenadora da Câmara Metropolitana, Carmen Lúcia Petráglia, apresentou o balanço das ocorrências nos últimos meses, acrescentando que a rodovia está sendo monitorada diariamente por via terrestre, além do uso de um drone.

Uma das sugestões apresentadas na reunião foi a realização de uma força-tarefa envolvendo todas as prefeituras e os órgãos estaduais para o combate à ocupação desordenada e às invasões de terra. Na próxima reunião, marcada para o dia 6 de março, o assunto voltará a ser debatido, com o encaminhamento de sugestões das cinco prefeituras e dos órgãos envolvidos. Na ocasião, será discutida como será feita a ação em conjunto com os municípios.

 

 

Última modificação em Segunda, 20 Fevereiro 2017 10:37
Mais nesta categoria: Para que sinalização? »