Nov 17, 2017 Last Updated 5:46 PM, Nov 17, 2017

Frutos que brotam do conhecimento em Seropédica

PROFESSORAS E alunos observam experimentos que foram levados para exibição na feira PROFESSORAS E alunos observam experimentos que foram levados para exibição na feira FOTO SEROPÉDICA ON LINE/LUIZ CALDERINI
Publicado em Cotidiano
Ler 307 vezes
Avalie este item
(0 votos)

 

Feira de Ciências do Caic Paulo Dacorso Filho estimula desenvolvimento da atividades com foco na função social incorporada ao advento das inovações tecnológicas 

CONHECIMENTO O tema “Tecnologia Social Valorizando a Vida”, abordado por meio de 13 projetos desenvolvidos por alunos, foi o foco principal da Feira de Ciências que teve culminância na terça-feira (7) no Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (Caic), Paulo Dacorso Filho, em Seropédica. “O projeto da feira de ciências tem foco nos valores. O Profeta Gentileza está dentro do contexto desses valores. Já tínhamos feito o pré-lançamento com a camisa ‘Gentileza Gera Gentileza’, ao longo de um tempo”, explicou a professora Vânia Madeira Nunes Policarpo, diretora geral do Caic e coordenadora da iniciativa de cunho científico, social e educacional.

A diretora acentuou ainda que o projeto se inspirou na figura do lendário Profeta Natureza porque ele, nascido José Datrino, percorria as ruas da capital fluminense para levar sua palavra de amor, bondade e respeito ao próximo. Era assim em ônibus, praças, pontes, praias, calçadões e até nas apinhadas barcas da travessia Rio-Niterói. A verdade é que na ocasião nem todos entendiam suas mensagens e os mais exaltados chegavam a chamá-lo de maluco. A diretora, no entanto, lembra que para estes mais raivosos, a resposta estava sempre na ponta da língua: “Sou maluco para te amar e louco para te salvar”.

A diretora do Caic informou ainda que a feira de ciências abordou também a prática do bullying. “Desde o nascimento nos é ensinado o que é certo e errado e a partir disso reproduzimos os valores impostos pela sociedade. Antes de mais nada, valor moral pode ser definido como respeito à vida, não apenas a vida individual, mas, sim, a vida coletiva, já que vivemos coletivamente, dependendo uns dos outros”, enfatizou ela, que tem como diretora adjunta a professora Eliane Maciel Vieira.

O evento exibiu trabalhos como o dos alunos Gabriel Rodrigues, Evelyn, Maria Luiza e Ana Leticia, que apresentaram um projeto sobre “Magnetismo”, abordando a evolução das primeiras invenções, desde a roda até o advento do computador. Aluno da turma do 6º ano, Samuel Mariano Ferreira da Silva optou por desenvolver seu trabalho com base no filme “Escritores da Liberdade”. A produção conta a história de

 

uma jovem e idealista professora, que ao chegar a uma escola de um bairro pobre, encontra um ambiente marcado por agressividade e violência, com alunos rebeldes e sem vontade de aprender, e em constante tensão racial. Diante deste cenário, ela lançou mão de diferentes métodos de ensino, conseguindo resgatar nos estudantes a confiança em si mesmos, a aceitação da importância do conhecimento e a observância de valores como a tolerância e o respeito ao próximo. Como se vê, a Feira de Ciências do Caic Paulo Dacorso Filho produziu belíssimos frutos.

CARTAZES REPRODUZIAM conceitos inspirados no estilo de vida do Profeta Gentileza

RENATO REIS

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.