Oct 21, 2017 Last Updated 3:21 PM, Oct 20, 2017

Vila Ibirapitanga: no esgoto e no escuro

Esgoto corre pela Avenida Santos Dumont, que também está sem asfalto Esgoto corre pela Avenida Santos Dumont, que também está sem asfalto FOTOS CLEITON BEZERRA
Publicado em Cotidiano
Ler 577 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Bairro sofre com o abandono e ruas estão sem asfalta, cheias de mato e sem iluminação

ESQUECIDOS Apesar de um novo governo ter tomado posse em 1º de janeiro deste ano, ao andar pela cidade qualquer pessoa pode notar o velho abandono. São ruas escuras, lixo em muitas partes, o mato crescendo em calçadas e esgoto que corre a céu abeto. Essa é a situação do bairro Ibirapitanga. Especialmente na Avenida Santos Dumont. Os moradores estão convivendo com o abandono e o mau cheiro há pelo menos seis meses.

“Minha sobrinha já levou fotos para a prefeitura. Ficaram de vir dar uma olhada para verem o que fariam, mas até agora nada aconteceu. Isso aqui está largado. A rua está abandonada e eles não se interessam. Eu acho que essa é a pior rua da cidade”, acredita a dona de casa e moradora da Avenida Santos Dumont, Lucia Rodrigues.

Ela conta que a situação da rua é tão ruim, sem asfaltamento, com buracos por toda parte e o esgoto rolando, que é difícil o acesso de carros. Ela conta também que não é só pela buraqueira que os carros são impedidos de transitarem. “A rua é muito escura e o matagal cresce. Sem iluminação e se de fato o prefeito aumentar essa taxa, aí a coisa vai ficar bem difícil mesmo para a gente”, conclui.

ESCURO

Dona Lucia se refere ao aumento ao Decreto nº 4.245 de 19 de setembro do prefeito Charlinho, que reajusta, em até 93%, a Contribuição de Iluminação Pública (CIP) para o exercício 2018. Esta situação preocupou não apenas a moradora da Avenida Santos Dumont, como a moradora da casa que fica na esquina da Avenida Ana Augusta com a Rua Catarina Paraguaçu, Luciane Bispo.

Para ela, o abandono do bairro gera muitos transtornos. “Aqui é uma vergonha a iluminação pública para querer ter um aumento e um aumento absurdo desse. Porque aqui não tem luz. A rua inteira fica no escuro, assim como todo o bairro. A gente tem que andar pelas ruas no escuro. E como se não bastasse, aqui na esquina da minha casa fica um buraco enorme, em embaixo do poste. Ou seja, uma verdadeira armadilha para os carros e as pessoas que precisam transitar no escuro”

No mês de julho, o ATUAL publicou matéria sobre esse buraco e esgoto a céu aberto no bairro. A reportagem também entrou em contato com a prefeitura, que disse que a Secretaria visitaria o local e faria uma análise da situação. Pois ainda hoje o buraco persiste.

Sobre o esgoto a céu aberto e a péssima condição da Avenida Santos Dumont, o ATUAL entrou em contato com a prefeitura, que não deu qualquer resposta até o fechamento desta edição.

Já em relação às justificativas sobre o aumento da taxa de iluminação pública, a única resposta que teve foi um engenheiro ligando para a redação, se mostrando bastante surpreso com o decreto do prefeito Charlinho.

Esgoto e mato tomam conta de calçada na Avenida Santos Dumont

Buraco sob poste sem luz, na esquina da Avenida Ana Augusta com Rua Catarina Paraguaçu

Tabela que mostra a o novo valor e o percentual do aumento da taxa de iluminação 

Dilceia Norberto

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Última modificação em Sexta, 29 Setembro 2017 14:23