Loading...
Jun 19, 2018 Last Updated 1:09 PM, Jun 19, 2018

Firjan reúne prefeitos para discutir desenvolvimento da Baixada Fluminense

OS PREFEITOS debateram o Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio, elaborado pela Firjan e mais de mil empresários de 92 municípios OS PREFEITOS debateram o Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio, elaborado pela Firjan e mais de mil empresários de 92 municípios FOTO DIVULGAÇÃO
Publicado em Cotidiano
Ler 3038 vezes
Avalie este item
(0 votos)

 

Ampliação, segurança e preservação das margens do Arco Metropolitano foram destacados como importantes para que os municípios da região voltem a crescer

 

REFLEXÃO Empresários das indústrias de Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Magé, São João de Meriti e Teresópolis e os prefeitos de Magé, Rafael Souza, e de São João de Meriti, João Ferreira, acompanhados de secretários municipais, se reuniram para debater o cenário econômico e as propostas para destravar o desenvolvimento da região da Baixada Fluminense – Área II, contidas na Agenda Regional do Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro. O documento foi elaborado no ano passado pelo Sistema Firjan e por mais de mil empresários de 92 municípios.

Economista do Sistema Firjan, Riley Rodrigues apontou que a ampliação, a segurança e a preservação das margens do Arco Metropolitano são investimentos mais importantes para que os municípios da região voltem a crescer. Ele destacou ainda como prioridade a construção do Anel Viário de Campos Elíseos, ideia que ganhou reforço nas palavras de Roberto Leverone, presidente da Representação Regional da Firjan na Baixada Fluminense. “Essa questão é muito importante, não só do ponto de vista da melhora da logística, como da segurança”, enfatizou.

Roberto Leverone aproveitou para conclamar a atenção dos governos para o Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio. “São ações que estimulam a atividade produtiva, o aumento da oferta de empregos, a melhoria da infraestrutura, da segurança e da qualidade de vida na nossa região. Melhorias como substituir as burocracias desnecessárias pela transparência e agilidade é um dos exemplos para o avanço do ambiente de negócios e para a retomada do desenvolvimento”, destacou.

Outra questão levantada na Agenda Regional do Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio é a necessidade de controlar o crescimento residencial e inibir a ocupação irregular no entorno de áreas industriais, principalmente do Arco Metropolitano. Os empresários destacaram a importância de a via expressa ser concluída, no trecho de Magé a Itaboraí.  

Prefeito de Magé, Rafael Souza disse que uma das prioridades do seu governo é desburocratizar e atrair investimentos para a cidade. “Magé tem potencial e está de portas abertas para as indústrias”, enfatizou. Atendendo a um dos pleitos da Firjan, no início do ano, assim que assumiu o governo, ele liberou mais de 100 alvarás que há anos encontravam-se como provisórios e precisavam frequentemente ser renovados. Além das empresas perderem clientes, a burocracia causava insegurança jurídica e perda de tempo. Com o alvará definitivo, as empresas podem exercer plenamente suas atividades econômicas.

Representando Vicente Loureiro, diretor executivo da Câmara Metropolitana de Integração Governamental, Paulo Cesar Costa, diretor adjunto, apresentou o “Diagnóstico e Visão de Futuro do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitano do Rio de Janeiro – Modelar a Metrópole”.

 

 

 

 

Última modificação em Domingo, 13 Agosto 2017 18:37

Mais Cotidiano

Últimas Notícias

Alunos de Mangaratiba participam de Conferência

Estudantes já haviam participado de... (leia mais)

Bairro Estrela do Céu recebe atividades culturais

Programação gratuita contou com feira... (leia mais)

Escola de Itaguaí promove exposição de temática social

Uma exposição de trabalhos relacionados... (leia mais)

Nota em Solidariedade da ICN

A Itaguaí Construções Navais (ICN)... (leia mais)