Mar 27, 2017 Last Updated 2:21 PM, Mar 24, 2017
Cotidiano

Cotidiano (137)

Para não prejudicar o início das aulas, alguns prédios ainda não foram devolvidos, a ideia da Prefeitura é tirar do vermelho as contas da cidade

Objetivo é evitar o deslocamento de motoristas até municípios vizinhos

SERVIÇOS  A Secretaria de Serviços Públicos de Mangaratiba arregaçou as mangas e trabalha a todo vapor em todo o município. Equipes estão distribuídas pelos distritos com serviços de capina, roçada, limpeza de canais, lixo acumulado nas calçadas e remoção de entulhos e galhadas jogados nas vias públicas.

Comandante do 3º CPA, coronel Claudia Melo participa de reunião do Conselho de Segurança e diz que índices de homicídios são alarmantes

 

Plano de saúde diz que ofereceu transferências ao ex-capelão do HMSFX, mas ele recusou todas

MRS divulga balanço anual e constata que maior causa dos acidentes é a imprudência

Dilceia Norberto

OLHA O TREM Os acidentes em passagens de nível costumam chamar bastante atenção. Até mesmo porque, o impacto de uma locomotiva atingindo um carro não é algo de pequenas proporções. Itaguaí e Mangaratiba possuem vários cruzamentos em que veículos de passeio cortam a linha férrea. E é justamente nesses pontos em que os acidentes mais ocorrem. A MRS acabou de divulgar o seu balanço anual dos acidentes ferroviários. E as notícias não são favoráveis para a região da Costa Verde.

A MRS afirma que houve redução em todo o país, mas em algumas localidades, houve aumento. “Mesmo com uma redução de 39% (18 acidentes em 2015), pelo quarto ano consecutivo, Juiz de Fora/MG foi o município em que foram registrados mais acidentes na malha sob administração da MRS, 11 no total. Em seguida, completam a lista das cidades com mais ocorrências Itaguaí/RJ e Carandaí/MG, com nove, e Mangaratiba/RJ, com sete casos”

Em relação a 2015, a empresa registrou uma queda no número de acidentes. São 118 contra 94, em 2016. No entanto, em Itaguaí os acidentes passaram de cinco, em 2015, para 9, em 2016. Em Mangaratiba, foram registrados quatro acidentes em 2015 e seis, no ano passado. Em Seropédica, a situação se manteve estável: um acidente em cada ano. A maior causa dos acidentes: a imprudência, que ocorreu em 87% dos acidentes.

Matéria completa na edição impressa do Jornal Atual desta quarta-feira (15).

Assista o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=X6xSSmov2kE

Motoristas não respeitam as placas de proibido estacionar e causam lentidão no trânsito

Meta é evitar a ocupação desordenada do entorno

Família do pastor quer que Unimed Rio faça transferência para que ele seja melhor atendido

A Usina Angra 2, em Angra dos Reis, foi reconectada ao Sistema Elétrico Nacional às 4h21 na madrugada de quinta-feira (9).  Às 7h, a unidade já operava com 90% de potência, gerando 1.210 MWh. A usina tinha sido desligada na manhã de quarta-feira (8) para reparo no sistema de óleo lubrificante de uma das bombas de refrigeração do reator da usina.