Nov 18, 2017 Last Updated 5:46 PM, Nov 17, 2017
Poder

Poder (281)

Avalie este item
(0 votos)

ACUSAÇÃO- O tremendo enrosco que envolve os deputados estaduais Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi e uma série de outras autoridades, dirigentes de órgãos e empresários, pode ter desdobramentos nada agradáveis para o prefeito de Itaguaí, Carlo Busatto Junior, o Charlinho, que tem uma forte ligação com o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, preso na quinta-feira (16), por determinação unânime do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2).

Avalie este item
(0 votos)

Reunião do CMEI teria sido mudada de local e feita “às escondidas” para evitar participação popular, afirmou o Sepe/Itaguaí, por meio de redes sociais

 

CHANCELADO- O Conselho Municipal de Educação de Itaguaí (CMEI) aprovou as propostas do Executivo em reunião controversa. De nove conselheiros, apenas oito estiveram presentes na reunião para chancelar ou não as propostas encaminhadas pela Secretaria Municipal de Educação. Das três demandas: o fechamento das unidades escolares; a reestruturação da rede; e a minuta de matrícula para 2018; todas foram aprovadas, por 6 votos a 2 (dos votantes contrários, um era o representante dos professores da rede municipal e outro era a representante dos pais de alunos).

Avalie este item
(0 votos)

Por unanimidade, vereadores aprovaram requerimento do grupo suprapartidário, solicitando a permanência das unidades na zona rural do município, ameaçadas de serem fechadas pelo Executivo

 

 

PELA EDUCAÇÃO Após uma longa discussão sobre o fechamento das escolas municipais Santa Rosa, em Piranema; Camilo Cuquejo, em Mazomba; e Taciano Basílio, na Serra da Caçada, conforme anúncio do Poder Executivo, os vereadores de Itaguaí aprovaram, por unanimidade, o requerimento apresentado pelo grupo suprapartidário, solicitando o não fechamento das unidades. A votação expressiva, na sessão de terça-feira (14), ocorreu em meio à forte pressão exercida por pais de alunos, servidores das unidades e reapresentantes do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe) de Itaguaí, que, com cartazes em punho, gritavam palavras de ordem, pressionando os vereadores.

Avalie este item
(0 votos)

INVESTIMENTO O governador Luiz Fernando Pezão; o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; o secretário de estado de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Júnior; e deputados federais da bancada do Rio participaram ontem da solenidade que marcou o repasse de recursos de emendas parlamentares para o custeio de unidades de saúde do estado. Segundo o Governo do Estado, foram destinados R$ 55 milhões para o Hospital Geral de Nova Iguaçu e para 20 Unidades de Pronto Atendimento de todas as regiões do Rio.

Avalie este item
(0 votos)

Cerca de 70 personalidades receberam títulos de cidadania em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao desenvolvimento da cidade

CERIMÔNIA Em solenidade tranquila e uma das mais rápidas dos últimos anos, a Câmara Municipal de Mangaratiba (CMM) homenageou dezenas de personalidades com a tradicional entrega do Título de Cidadão Mangaratibense, durante ato realizado no sábado (11), no Centro Cultural Cary Cavalcante.

Avalie este item
(0 votos)

Vereadores voltam a protestar contra decisão da prefeitura, que alega necessidade de contenção de gastos

 

POLÊMICA O fechamento de escolas da rede municipal de ensino voltou a ser a pauta da sessão de quinta-feira (9), na Câmara de Itaguaí.

Avalie este item
(0 votos)

Crise econômica e orçamentária são os principais motivos pautados pelo secretário na restruturação de Itaguaí

OBRAS - Com 70 anos, Eider Dantas, político brasileiro e Secretário Municipal de Obras em Itaguaí, tem um grande desafio de conduzir a secretaria com graves problemas orçamentários. Em entrevista concedida a equipe do Atual, no último dia 8 deste, Eider falou das estratégias para tirar a cidade “do buraco” em que se encontra e dos principais problemas enfrentados em 10 meses no cargo. O valor orçamentário para obras é de 55 milhões? pelo governo anterior. No entanto, a equipe se vira para tapar os buracos com menos da metade do valor supracitado.

Avalie este item
(0 votos)

Representantes sindicais e procurador da Prefeitura participaram do encontro. Servidores promoveram vigília na porta do Fórum

 

PAGAMENTOS Servidores públicos do município de Itaguaí se reuniram na porta do Fórum da cidade, na tarde desta quinta-feira (9), para buscar um desfecho positivo sobre pendência em relação aos pagamentos do funcionalismo. Foi feita uma vigília enquanto acontecia à audiência pública entre os líderes dos sindicatos e o procurador da prefeitura. O prefeito de Itaguaí Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (PMDB) não compareceu à audiência. A questão está sob responsabilidade do juiz Adolfo Vladimir da Silva Rocha.

Avalie este item
(0 votos)

PUNIÇÃO A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou, em caráter conclusivo, proposta do Senado Federal (PL 3408/15) que proíbe o acúmulo e o descarte irregular de lixo em vias públicas ou no interior de imóveis urbanos ou rurais.

O projeto acrescenta dispositivos à Lei 12.305/10, que criou a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). O texto aprovado autoriza os municípios e o Distrito Federal a instituírem multa para quem desrespeitar a proibição. As multas serão revertidas em serviços locais de limpeza, coleta e separação do lixo.

O descarte de lixo será regulamentado conforme o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, previsto na PNRS.

O parecer do relator, deputado Covatti Filho (PP-RS), foi pela constitucionalidade e juridicidade do projeto e do substitutivo da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, com subemenda alterando a técnica legislativa.

A versão original do projeto trata apenas da multa para o descarte irregular de lixo em vias públicas, como ruas e avenidas. Com a nova redação, passará a ser punido também quem acumular lixo em depósitos ou no interior de imóveis.

Como foi modificado na Câmara, o texto será submetido à nova análise do Senado Federal.

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Educadores de Itaguaí denunciam fechamento de três escolas e cobram uma posição de vereadores

MANIFESTO Em meio à discussão sobre o pedido de urgência do chefe do Poder Executivo na apreciação do projeto que extingue vários cargos efetivo, e que, a partir da sessão de terça-feira (7), após aprovação pela a base governista, seguirá os trâmites para ser aprovada, servidoras das escolas municipais Santa Rosa, em Piranema; e Chaperó protestaram contra o possível fechamento das unidades, que hoje sofrem com falta de infraestrutura.