May 28, 2017 Last Updated 7:40 PM, May 26, 2017

Conselho de Consumidores da Enel terá reunião em Angra

 RECENTE ENCONTRO de integrantes do CCEDR em Petrópolis: entidade pró-consumidor RECENTE ENCONTRO de integrantes do CCEDR em Petrópolis: entidade pró-consumidor FOTO DIVULGAÇÃO
Publicado em Cotidiano
Ler 892 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Marcado sob

Consumidores de Angra, Ilha Grande, Mangaratiba e Paraty podem levar sugestões sobre o fornecimento de energia.

 

OLHOS ATENTOS O Conselho de Consumidores da Enel Distribuição Rio (CCEDR), antiga Ampla, estará em Angra dos Reis no dia 16 de maio realizando a segunda reunião descentralizada em 2017.  O encontro tem como objetivo discutir com a comunidade local assuntos relacionados à prestação do serviço público de energia elétrica. A reunião será realizada na Câmara Municipal de Angra dos Reis, às 18h, na Praça Nilo Peçanha, no Centro.  

Criado há cerca de 20 anos pela Lei Federal nº 8613/1993, o CCEDR é formado por representantes de classes de consumidores dentro da área de concessão da distribuidora de energia, abrangendo clientes residenciais, comerciais, industriais, rurais, o poder público e órgãos de defesa do consumidor. O colegiado responde diretamente à Aneel e atua de forma consultiva junto à empresa com a finalidade de contribuir com a melhoria e qualidade dos serviços prestados.

De acordo com o presidente do CCEDR, Manoel Neto, as reuniões descentralizadas buscam ouvir as principais queixas do consumidor nas cidades do interior, aonde os problemas costumam ser regionalizados. “​Nas nossas reuniões trazemos um representante da Enel para falar sobre o que tem sido feito para melhorar a prestação de serviço no local e os investimentos na região​”, explica ele.

Neto esclarece ainda que o encontro é uma oportunidade de aproximar o consumidor do conselho, divulgando a existência desse canal de comunicação por meio de seus representantes. “​Buscamos estabelecer um canal de comunicação aberto com o consumidor final da Enel. Ouvimos suas sugestões e levamos essas questões à distribuidora de energia. Somos parceiros do consumidor na cobrança de ações que melhorem a prestação de serviços. Por isso a população deve comparecer ao evento e levar os seus questionamentos​”, conclui. 

O CCEDR atua desde o ano de 2000, sendo formado por seis membros titulares e seis suplentes, que representam as classes de consumidores. Sua função é a de observar as operações da Enel, analisar e avaliar questões relativas ao fornecimento de energia e às tarifas cobradas pela distribuidora. Também é atribuição do órgão verificar se os serviços prestados ao consumidor final estão adequados, fiscalizando e propondo sugestões e melhorias. É uma entidade pró-consumidor.