Feb 19, 2018 Last Updated 12:28 PM, Feb 16, 2018

Destaques

Mais uma doença de verão: Conj…

Com alto risco de contaminação, saiba como evitar esse grande incômodo na vista ...

Fortes chuvas castigam bairros…

Itaguaí e Seropédica sofreram com alagamentos e interrupção no fornecimento de e...

Hora do recadastramento de ser…

ALERTA AO CALENDÁRIO- O Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Se...

Polícia prende supostos milicianos de Campo Grande

 Material apreendido com presos na operação da 35ª DP, em que foram presas 13 pessoas Material apreendido com presos na operação da 35ª DP, em que foram presas 13 pessoas FOTO DIVULGAÇÃO POLÍCIA CIVIL
Publicado em Polícia
Ler 6154 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Marcado sob

PRISÃO Policiais da 35ª DP (Campo Grande) identificaram 13 pessoas suspeitas de integrar uma milícia que atua na Zona Oeste do Rio. Deste total, nove já estão atrás das grades. Cinco mandados de prisão foram cumpridos na quarta-feira (29). Já outras quatro pessoas foram presas em outubro último. A ação, segundo a polícia, é uma continuação da Operação Stork (cegonha em inglês) iniciada pela 35ª DP, no fim de 2016.

Os presos nesta quarta-feira são Wallace de Souza Rodrigues, de 33 anos; Aelson de Aguiar Dias, o Manga, de 32; Dalessandro Michel dos Santos Oliveira, de 41 anos; Kevin Siffert Barreto de Melo Farias, de 31; e Matheus Nahor de Oliveira, de 18 anos. O nome da operação foi baseado em um roubo de carros num caminhão cegonha na Barra, que deu origem à investigação.

A investigação começou em outubro do ano passado, logo após o roubo de três Renegades retirados de um caminhão cegonha na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca. Após o crime, o grupo seguiu para Campo Grande. No mesmo mês, quatro pessoas foram presas. Entre eleas o policial militar Jucemar Barbosa da Cruz, o Cema, de 26 anos, que era lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Manguinhos.

 

Última modificação em Sexta, 31 Março 2017 10:36