Loading...
Jul 19, 2018 Last Updated 12:59 PM, Jul 18, 2018

Polícia identifica suspeito de ter cometido chacina em Mangaratiba

FOTO REPRODUÇÃO FOTO REPRODUÇÃO CORPOS DAS vítimas foram resgatados pela Defesa Civil na terça
Publicado em Polícia
Ler 434 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Crime ocorreu na madrugada de terça-feira no bairro Parque Bela Vista

PROCURADO De acordo com informações da Polícia Civil, Robson Barbosa dos Reis, o Robinho, de 35 anos, é o principal suspeito pelas mortes de seis pessoas, na madrugada de terça-feira (3), em Mangaratiba. O Portal dos Procurados do Disque Denúncia divulgou cartaz com recompensa de R$ 1 mil por informações que levem a captura de Robinho.

Na chacina, os criminosos só pouparam um bebê de sete meses. As vítimas, que seriam da mesma família, foram assassinadas dentro de casa no bairro Parque Bela Vista. Uma adolescente de 15 anos, que não estava na casa, também escapou de ser assassinada pelo grupo. O alvo do ataque seria Bruno Souza dos Santos, de 19 anos, uma das vítimas. Os outros teriam sido mortos por “queima de arquivo”.

Os corpos foram identificados como Bruno de Souza dos Santos, mais conhecido como Índio, de 19 anos; Michele Nunes da Silva, de 37; Rayane Nunes da Silva Garcia, de 22; Rafael da Silva da Motta, de 18; Jonathan Nunes Muniz, de 16; e Claudemir Pinto Francelino, de 33.

A hipótese mais provável é que o crime tenha sido praticado por traficantes. Segundo o delegado Rodrigo Coelho, a motivação seria o fato de Bruno estar vendendo drogas de forma independente, sem prestar contas para o chefe do tráfico local.  Ainda segundo informações da policia, a ficha criminal de Bruno possui várias anotações, entre elas tráfico de drogas e porte de armas.

De acordo com o delegado da 165ª DP (Mangaratiba), Anderson Ribeiro Pinto, Robson tem uma um mandado de prisão pelo crime de associação para a produção e tráfico, expedido pela Vara Única da Comarca de Mangaratiba.

Quem tiver qualquer informação sobre a localização do suspeito, pode denunciar pelos seguintes canais: Portal dos Procurados (21) 98849-6099; Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177; através do Facebook https://www.facebook.com/procurados.org/; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ.