Loading...
Jun 22, 2018 Last Updated 1:47 PM, Jun 21, 2018

Educação de Itaguaí volta a ser questionada no Legislativo

Publicado em Poder
Ler 1085 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Vereador cobra do Executivo explicações para retirada de transporte de alunos das ilhas. Falta de materiais nas unidades também foram denunciadas

DIREITO À EDUCAÇÃO- A retirada do transporte marítimo escolar dos alunos da Ilha dos Martins, das praias da Quatiquara e Boi, que frequentam a Escola Municipal Elmo Coelho, na Ilha da Madeira, foi mais uma vez o principal assunto debatido na sessão desta terça-feira (6), na Câmara Municipal de Itaguaí.

O debate, cobrando uma explicação da Secretaria de Educação e Cultura ocorreu após a leitura do Requerimento de Informação, apresentado pelo vereador Willian Cézar (PSB). No pedido de informação, o vereador solicita ao prefeito Carlo Busatto Junior (PMDB), o Charlinho, explicações referentes à retirada do transporte marítimo escolar, que faz o translado das crianças residentes nas Ilhas do Martins e parte da Ilha de Itacuruçá, que pertence ao município.

O documento apresentado pelo parlamentar possuía 10 questionamentos ao prefeito Charlinho sobre a retirada da embarcação escolar. Ao ser colocado em apreciação do plenário para votação, Willian Cezar usou a tribuna para justificar o motivo do requerimento de informação e convencer os colegas a sua aprovação. “Esta é quarta sessão consecutiva em que venho denunciar a falta de transporte dos alunos das ilhas. É inaceitável que essa situação continue e que os pais desses alunos fiquem sem respostas do Poder Público. A educação é dever do estado por meio dos municípios que devem fornecer transportes e dar condições dessas crianças estudarem. Por isso faço esses questionamentos ao prefeito. Alguns pais estão pagando do próprio bolso o transporte do seu filho para estudar”, destacou.

Após a justificativa do vereador Willian Cezar, o líder do governo na câmara, vereador Sandro da Hermínio (PT do B) solicitou que o documento fosse retirado se comprometendo a apresentar as respostas na próxima semana.  

Antes do autor do Requerimento de Informação se pronunciasse pela retirada da pauta do dia o referido documento, o vereador Waldemar Ávila (PHS) cobrou também uma posição do Executivo sobre retomada do transporte marítimo a esses alunos. “Não se está pedindo nada mais do que a própria Constituição determina. “As nossas crianças estão clamando seus direitos à educação. A gente quer saber de fato onde está a embarcação das crianças que querem ter acesso à escola”, ressaltou.

Após ouvir o apelo do colega Waldemar Ávila, o vereador Willian Cezar retirou o documento da pauta do dia. “Darei um voto de confiança ao vereador Sandro da Hermínio para na semana que vem ele apresente as respostas. Caso estas respostas não sejam apresentadas, o Requerimento de Informação voltará para Ordem do Dia nas próximas sessões”, disse o parlamentar ouvindo do líder de governo que em duas semanas terá as respostas.

DENÚNCIAS

O vereador Genildo Gandra (PDT) aproveitou a discussão e também usou a tribuna para denunciar que várias escolas do município estão funcionando precariamente. “Tem alunos estudando sem carteiras, escolas onde o mato está na altura do muro, ventiladores e aparelhos de ar-condicionado quebrados. No ano passado, até professor de matemática não tinha em algumas escolas. A gente sabe que a educação é fundamental para a vida do ser humano, mas aqui em Itaguaí estão acabando com o horário integral nas unidades. Também no ano passado, tentaram fechar três escolas e acabar com o programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA). O que a gente quer é que o governo acorde para realidade”, desabafou o vereador alertando que o alambrado da quadra da Escola da Amendoeira, que caiu por falta de manutenção,  continua colocando risco aos alunos.

O vereador André Amorim (PR) informou que esteve lá na Escola da Amendoeira e colocou uma faixa amarela circundando a quadra para alerta a interdição do local que está deteriorado.  André Amorim disse ainda que os extintores de incêndio das unidades escolares estão vencidos.  

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Durante o grande expediente, o vereador Ivan Charles (PSB), informou que a 2ª Audiência Pública que vai discutir sobre os temas: “Empregabilidade e a criação do Conselho Municipal do Emprego e Renda”, será realizada no 26 de março, das 9h às 12h, na Câmara de Itaguaí.