May 23, 2017 Last Updated 1:46 PM, May 19, 2017

Servidores de Itaguaí colocam o bloco na rua contra o governo Charlinho

Manifestantes improvisaram um baile de carnaval em frente a Prefeitura de Itaguaí e protestaram contra os atos do governo Manifestantes improvisaram um baile de carnaval em frente a Prefeitura de Itaguaí e protestaram contra os atos do governo FOTO DILCEIA NORBERTO
Publicado em Video
Ler 8229 vezes
Avalie este item
(1 Votar)
Marcado sob

UM BAILE Os servidores públicos de Itaguaí fizeram barulho na cidade na manhã desta segunda-feira (20). Às 9h, o pessoal da educação começou a se reunir na Praça Vicente Cicarino para a assembleia realizada pelo Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe / Itaguaí). Como a situação não mudou, exceto pelo sentimento de que o governo se torna mais intransigente a cada dia, os profissionais votaram pela continuidade da greve e colocaram o bloco na rua.

Dilceia Norberto
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Por volta das 10h, o trânsito ficou um pouco lento em uma das principais vias da cidade, a Rua Doutor Curvelo Cavalcante. O pessoal da educação, com mais irreverência do que nunca, colocou o bloco ‘Me chama de ti@, mas pague meu salário’ na rua. E o movimento só cresceu. Pois o pessoal da Saúde e da Assistência Social, junto com outros servidores levados pelo Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Itaguaí (Muspi), entraram na dança e protestaram com marchinhas de carnaval em versões que faziam alusão aos pagamentos atrasados, às obras realizadas pela prefeitura na sede do governo, entre outras questões.

Os manifestantes seguiram pela Rua General Bocaiúva e na passagem pelo prédio do Ministério Público pediram ajuda ao órgão para as reivindicações dos trabalhadores. O grupo parou na frente do Palácio Barão de Teffé, sede do Executivo Municipal, e realizou um baile de carnaval em que os protestos contra o governo davam o tom do evento. Alguns servidores usaram o microfone e pediram diálogo com o prefeito Carlo Busatto Junior, o Charlinho (PMDB). O Sepe protocolou mais um ofício pedindo uma audiência com o governo para que seja aberta uma mesa de negociações. Depois do baile, a espera continua.

Mais informações na edição impressa do Jornal ATUAL desta terça-feira (21).

Assista o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=ig_6yt5Sn0k

Última modificação em Quinta, 02 Março 2017 16:10