Loading...
Sep 22, 2018 Last Updated 2:58 PM, Sep 21, 2018

Marinha inicia curso de auxiliar de convés na Ilha da Madeira

Totalmente gratuito, o curso que conta com 30 moradores, está sendo realizado na sede da Aplim Totalmente gratuito, o curso que conta com 30 moradores, está sendo realizado na sede da Aplim FOTO WELINGTON CAMPOS
Publicado em Cotidiano
Ler 3376 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Aula inaugural foi realizada nesta segunda-feira (5), na sede da Associação de Pescadores e Lavradores da Ilha da Madeira

OPORTUNIDADE- A Capitania dos Portos de Itacuruçá, em parceria com a Coordenadoria-Geral do Programa de Desenvolvimento do Submarino com Propulsão Nuclear (COGESN) e a Associação de Pescadores e Lavradores da Ilha da Madeira (Aplim), iniciou na manhã desta segunda-feira (5), a primeira aula do curso de Marinheiro Auxiliar de Convés (MAC). Totalmente gratuito, o curso que contempla 30 moradores, está sendo realizado na sede da Aplim, na Ilha da Madeira, em Itaguaí.  

A aula inaugural contou com a presença do gerente do meio ambiente e do licenciamento ambiental da COGESN, João Lessa, do comandante da Capitania dos Portos de Itacuruçá, o capitão de corveta Carlos Eduardo França da Silva, do coordenador do curso suboficial, Antônio Eduardo de Oliveira Ferrão Paes, do presidente da Aplim, Sérgio Hiroshi Okasaki, entre outras autoridades e instrutores do curso.

Segundo o comandante Eduardo França, depois de formados, os alunos do curso Marinheiro Auxiliar de Convés poderão atuar em diversas áreas como: táxi boat, embarcações de hotéis, tripulando em escunas ou em embarcações de apoio da área portuária. “É uma gama muito grande de atividades que eles podem atuar. É uma oportunidade que vai incrementar a renda da família, ou até mesmo, a única fonte de renda dessas pessoas”, explicou.

Para João Lessa, o curso é mais uma oportunidade para os jovens ganharem mais qualificação na carreira de marítimo, além de estreitar os laços de amizade entre a Marinha do Brasil e a comunidade local. “A Marinha sempre se preocupa com a segurança do tráfico aquaviário. Então é importante que os profissionais que lidam com o mar no seu dia a dia tenham real dimensão do que representa ir para o mar com segurança e profissionalismo”, destacou o representante da COGESN.

O presidente da Aplim, Sérgio Hiroshi, destacou a importância do curso para a comunidade. Para ele, independente das oportunidades portuárias, após a conclusão do curso, há possibilidade de emprego também na área turística da região. “Itaguaí, mesmo sendo considerada Região Metropolitana, mas para a gente continua como Costa Verde com uma gama de turismo de pesca e passeio que vai atender os nossos jovens. A nossa preocupação é com o grande desemprego que o país atravessa, logo, cada janela que se abre para dar condições a nossa população é bem-vinda”, ressaltou.

Dentre os 30 alunos do curso, cinco são mulheres. A estudante Nathália Tokiko, de 21 anos, filha de pescador, disse que o curso é de suma importância para agregar conhecimento na área marítima. “É uma oportunidade única para os moradores e filhos de pescadores da Ilha da Madeira que vai agregar no currículo, caso venham buscar emprego em áreas, como o turismo náutico”.

Feliz com a vaga no curso de Marinheiro Auxiliar de Convés, o estudante Bruno da Silva Vilela, de 27 anos, também filho de pescador, destacou a oportunidade que terá no mercado de trabalho com a conclusão do curso. “É uma boa iniciativa da Marinha para a nossa comunidade. Sem dúvida é uma ótima oportunidade para o mercado de trabalho”, comemorou.