Feb 23, 2018 Last Updated 2:51 PM, Feb 23, 2018

Destaques

Plano Estratégico do Turismo d…

Trabalho é importante para o desenvolvimento do turismo em cidades da região, en...

Conselho de Desenvolvimento Ru…

ENCONTRO- Agricultores de Mangaratiba participaram na quarta-feira (21) da 2° Re...

Mangaratiba intensifica combat…

PREVENÇÃO- A Secretaria Municipal de Saúde de Mangaratiba (SMSM) anunciou ontem ...

Educação Ambiental ganha força nas escolas de Mangaratiba

Encontro reuniu cerca de 150 profissionais da educação do município no salão da Reserva do Sahy Encontro reuniu cerca de 150 profissionais da educação do município no salão da Reserva do Sahy FOTO CLAUD BERNARD/PMM
Publicado em Cotidiano
Ler 320 vezes
Avalie este item
(0 votos)

MEIO AMBIENTE- O salão de convenções do condomínio Reserva do Sahy, recebeu na terça-feira (6), o 1º Encontro da Educação, Cultura, Agricultura e o Parque Cunhambebe (PEC) e Área de Preservação Ambiental de Mangaratiba (APAMAM). O evento, que tem o apoio do Inea, parceria da Prefeitura de Mangaratiba, além de diversos órgãos ambientais e empresas, teve como objetivo apresentar o projeto de educação ambiental nas escolas, em que os professores da rede pública de ensino serão capacitados para trabalhar o tema nas salas de aulas das 40 escolas de Mangaratiba.

Além de cerca de 150 profissionais da educação do município, marcaram presença no evento o vice-prefeito da cidade Renildo Brandão, os secretários de Agricultura e Pesca, Adalberto Basílio, e Meio Ambiente, Carlos Abenza, o superintendente federal de Agricultura, José Essiomar Gomes, a superintendente de Educação de Mangaratiba Maria Betânia, além do gestor do PEC/APAMAM, Juliano Gobbi.

O vice-prefeito destacou a importância do projeto e da parceria. “Hoje é o início de um grandioso projeto que vai direto para as salas de aula do município e que tem como objetivo principal aproximar as comunidades das Unidades de Conservação. Vamos levar educação ambiental para nossas crianças e jovens, e o que é mais importante, com temas voltados para a realidade de nossa cidade e região. Nossos professores serão capacitados pelas equipes técnicas e nossos alunos em breve serão multiplicadores no processo de preservação ambiental”, disse Brandão.

PALESTRAS

O encontro contou com palestras de profissionais de diversas áreas, entre elas a de João Emílio Fernandes, gestor da APA Alto Piraí, Vivian Castilho e Horácio Castilho, professores da UERJ, Miriam Bondim, historiadora da Fundação Mario Peixoto, Leonardo Flach, do Instituto Boto Cinza, Daniele Barros, Delegada Federal do Desenvolvimento Agrário, e Camila Santos, Engenheira Florestal da UFRRJ. Na área externa do encontro foram colocadas tendas com apresentação de trabalhos técnicos, produtos dos agricultores familiares de Mangaratiba, artesanatos e exposição de projetos sustentáveis. Houve ainda distribuição de mudas nativas da mata atlântica.

“Estamos muito satisfeitos com essa iniciativa. É preciso responsabilidade e envolvimento para que o projeto dê certo, e o compromisso de nossos professores vai fazer a diferença. A escola é o grande canal de entrada e saída de informações para chegarmos a toda a população”, disse a superintendente de Educação Maria Betânia.

 

 EDUCAÇÃO AMBIENTAL

A professora Vivian Castilho detalhou o projeto de educação ambiental nas escolas, que já vem sendo elaborado durante um ano pela equipe técnica do Inea e que conta com o apoio de 29 instituições. “É importantíssima essa preparação. Nosso desafio é envolver as comunidades para preservar esse patrimônio e agir em conjunto com os órgãos de proteção. O projeto foi pensado com o objetivo de construir um material pedagógico que seja usado dentro e fora das salas de aula e que refletisse a realidade local. Já estamos bem adiantados mas com a ajuda dos professores vamos concluir a elaboração do livro do professor e da cartilha do aluno. Em breve iremos começar as capacitações nas escolas e a primeira turma de professores capacitados deve estar pronta já em abril. Estamos norteando o projeto em desenvolver atividades com os alunos e motivar todas as comunidades sobre a importância da preservação do lugar onde vivem”, concluiu

 

Durante o encontro uma conquista dos agricultores familiares do município. A Delegada Federal do Desenvolvimento Agrário, Daniele Barros, entregou 10 kits com barracas, uniformes e caixas de armazenagem para que os produtores possam expor seus produtos na feira da cidade com mais estrutura e conforto.