Jan 20, 2018 Last Updated 5:06 PM, Jan 19, 2018

Destaques

Light está com vagas para elet…

OPORTUNIDADE- A Light divulgou na quinta-feira (18), por meio das redes sociais...

Postos de vacinação contra a f…

FEBRE AMARELA – Aumentou o número de postos de vacinação de Seropédica que estar...

Protesto pela vacina da febre …

Moradores do bairro Vista Alegre fecharam rua da UBS pedindo vacina. A dose é of...

Primeiro submarino fabricado em Itaguaí será lançado ao mar no final de 2018

Primeiro submarino fabricado em Itaguaí será lançado ao mar no final de 2018 FOTO ICN
Publicado em Cotidiano
Ler 2717 vezes
Avalie este item
(1 Votar)

O presidente Michel Temer confirmou presença na inauguração do Riachuelo (S-BR1) que acontece em fevereiro

DESAFIOS - Com a responsabilidade de aumentar a capacidade industrial do país, a Itaguaí Construções Navais (ICN), fixada na Unidade de Fabricação de Estrutura Metálicas, o complexo UFEM, têm motivos para comemorar os avanços tecnológicos. A ICN que faz parte do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) da Marinha do Brasil inicia o ano de 2018 com grandes projeções e promessas de influenciar a história da indústria brasileira. O programa é uma parceria entre o Brasil e a França, firmada em 23 de dezembro de 2008. O PROSUB prevê a fabricação de cinco submarinos, sendo um de propulsão nuclear.

PRIMERIO SUBMARINO

O processo final da fabricação do primeiro submarino nuclear brasileiro acontece no início de 2018, já que todas as etapas, de recebimento, união e integração foram concluídas.  O submarino Riachuelo (S-BR1) será apresentado, em janeiro, no Estaleiro de Construção (Esc), na área Sul da Ilha da Madeira, em Itaguaí.

O Riachuelo teve as seções do casco construídas integralmente na França, mas com acompanhamento de técnicos brasileiros. Dos cinco submarinos de guerra, esse será o primeiro submarino da classe Scorpéne produzido no país, em parceria com o governo francês

VISITA PRESIDENCIAL

No mês seguinte, em fevereiro - com data ainda a confirmar - acontece à cerimônia de inauguração do S-BR1 com a presença do presidente da república, Michel Temer. A solenidade contará ainda com a presença de representantes das três forças, Marinha, Aeronáutica e Exército.

LANÇAMENTO

A previsão inicial apontava que o primeiro submarino seria lançado ao mar em janeiro de 2016. No entanto, o programa foi afetado por cortes orçamentários feito do governo federal. O novo cronograma oficial do lançamento do Riachuelo S-BR1 está previsto para o final de 2018.

Cento e cinquenta funcionários estiveram envolvidos na fabricação do submarino. Ao todo, foram usadas trezentos e sessenta baterias com 1,75 d e altura e duzentas toneladas. A ICN iniciou o ano de 2017 com o saldo quântico de cerca de 1500 funcionários e terminou o ano com 2150 pessoas, ou seja, um aumento de 30% nas contratações, contrariando a crise financeira que assola o país.

SOBRE PROSUB

O acordo firmado entre os governos do Brasil e da França, em 2008, o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) é formado por três empreendimentos. Um deles é a construção da infraestrutura naval, que abrange o Estaleiro e Base Naval (EBN) e a Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM), localizada em Itaguaí. A construção dos quatro submarinos convencionais e o projeto de construção do submarino de propulsão nuclear são as outras partes do programa.

CONSTRUÇÃO DOS SUBMARINOS

 

Os submarinos estão sendo construídos no Complexo Naval de Itaguaí, composto de uma Unidade de Fabricação, uma Base Naval, de dois estaleiros. Os submarinos começam a ser montados na Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM), onde as seções recebem os equipamentos internos. De lá, as seções seguem para região sul do complexo, na Ilha da Madeira onde fica o estaleiro de construção. É no estaleiro que as seções são unidas e o submarino é finalizado. Uma vez pronto, o submarino é lançado para testes na Base Naval.

 

Renata Pires

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.