Dec 11, 2017 Last Updated 2:50 AM, Dec 11, 2017

Destaques

Jovens encabeçam caminhada pel…

O intuito do evento é dar um exemplo de que é possível reunir diversas religiões...

Nuclep mira novos contratos de…

Além de novos contratos no setor, empresa entregará equipamentos de Angra 3 até ...

Igreja em Itaguaí receberá uni…

Essa é uma oportunidade para aqueles doadores que não podem se dirigir aos ponto...

Suspeito de atirar em PMs é morto em troca de tiros com policiais

PARTE DO material apreendido foi levado para a Delegacia de Paraty PARTE DO material apreendido foi levado para a Delegacia de Paraty FOTO DIVULGAÇÃO PMERJ
Publicado em Polícia
Ler 165 vezes
Avalie este item
(0 votos)

PARATY- Alessandro da Silva Lourenço morreu domingo (3), durante troca de tiros com policiais militares, em Paraty. O confronto ocorreu no Morro do Ditão. Segundo agentes, ele seria um dos suspeitos de atirar, na manhã do mesmo dia, num soldado-PM lotado na Unidade de Polícia Pacificadora, no Rio de Janeiro, e num cabo-PM. A tentativa de assassinato foi em frente a uma casa noturna, quando um funcionário da boate também teria sido baleado. O motivo da tentativa de homicídio, em frente à boate, ainda está sendo investigado pela polícia.

O soldado-PM está internado na Unidade de Pronto Atendimento de Paraty. Na segunda-feira, ele passou por uma avaliação médica e recebeu alta. O policial está consciente e com quadro clínico estabilizado. Já o cabo-PM está internado no Hospital Geral da Japuiba, em Angra dos Reis. De acordo com nota oficial emitida pela PM, o quadro clínico dele exige mais cuidados. Durante a troca de tiros, a bala entrou pelo mamilo direito e foi parar na costela do policial, que precisou ter os pulmões drenados para retirada de sangue. A nota informa, no entanto, que ele não corre risco de morte.

Durante o tiroteio, no Morro do Ditão, foi preso um rapaz de 20 anos, outro suspeito de atirar nos PMs. Segundo os policiais, o homem morto na troca de tiros seria líder do tráfico de drogas, no bairro Ilha das Cobras, em Paraty.

Segundo a polícia, a localização dos suspeitos foi possível após as informações prestadas pelas três pessoas baleadas em frente à boate. Na casa do rapaz foi apreendida uma pistola, calibre 9 milímetros, um carregador, dez munições, uma espingarda, calibre 12, colete balístico, uma balança de precisão, quatro controles remotos de portão elétrico, dois celulares, 25 sacolés de cocaína, um casaco camuflado, duas toucas tipo ninja e 4 tabletes de maconha, pesando em um total de 400 gramas.

Um dos policiais envolvidos na prisão informou que parte do material era produto de um assalto praticado recentemente em Paraty. O rapaz disse que quem atirou nos policiais foi outro homem que estava com ele e o comparsa morto. Ainda segundo o preso, esse elemento estava no Sítio Bom Retiro.  “Fomos até o local onde vários homens fugiram ao observarem a aproximação da viatura da PM. Um deles atirou em nossa direção e revidamos os disparos. Um dos homens foi atingido e morreu no local”, detalhou um dos PMs.