Feb 19, 2018 Last Updated 12:28 PM, Feb 16, 2018

Destaques

Mais uma doença de verão: Conj…

Com alto risco de contaminação, saiba como evitar esse grande incômodo na vista ...

Fortes chuvas castigam bairros…

Itaguaí e Seropédica sofreram com alagamentos e interrupção no fornecimento de e...

Hora do recadastramento de ser…

ALERTA AO CALENDÁRIO- O Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Se...

Polícia prende cobradores de taxa de segurança de milícia em Campo Grande

Milicianos foram presos em Campo Grande enquanto cobravam “taxa de segurança” dos comerciantes Milicianos foram presos em Campo Grande enquanto cobravam “taxa de segurança” dos comerciantes FOTO DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL
Publicado em Polícia
Ler 748 vezes
Avalie este item
(0 votos)

AÇÃO POLICIAL- Agentes da Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital) prenderam em Campo Grande, na noite desta sexta-feira (1), dois homens acusados de pertencer a milícia de Carlinhos Três Pontes, morto em abril deste ano, considerado o maior grupo criminoso da região.

Segundo as investigações, Carlos Eduardo da Conceição Estrela, de 28 anos, e Leon Levi de Almeida Teixeira, de 27, foram presos em flagrante quando cobravam comerciantes da região a "taxa segurança".

Os dois foram presos juntos dentro de um carro e Carlos Eduardo estava armado com uma pistola calibre 380 com numeração raspada. Os agentes também encontraram uma grande quantia dinheiro não revelada, caderno de anotações, talão de recibos e três telefones celulares.

 

De acordo com a especializada, os dois faziam sempre às sextas e aos sábados as cobranças compulsórias de comerciantes no bairro. As investigações apontam que eles pertencem ao mesmo grupo de milícia de Wellington da Silva Braga, conhecido como Ecko ou Didi. Ele é irmão de Carlinhos Três Pontes, morto em abril deste ano.

Última modificação em Terça, 05 Dezembro 2017 10:59