Dec 11, 2017 Last Updated 2:50 AM, Dec 11, 2017

Destaques

Jovens encabeçam caminhada pel…

O intuito do evento é dar um exemplo de que é possível reunir diversas religiões...

Nuclep mira novos contratos de…

Além de novos contratos no setor, empresa entregará equipamentos de Angra 3 até ...

Igreja em Itaguaí receberá uni…

Essa é uma oportunidade para aqueles doadores que não podem se dirigir aos ponto...

Publicado em Polícia
Ler 206 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Protesto chegou a interditar, por momentos, a Rodovia Rio-Santos

PROTESTO - Cerca de 50 pessoas fizeram uma manifestação nesta quinta-feira (30), por volta das 13h30, na Rodovia Rio-Santos (BR 101), na altura do bairro Cachoeira, em Mangaratiba. Eles protestavam contra a prisão de sete pessoas, nesta quarta-feira (29), durante a operação Lobo Mau para prender envolvidos em um caso de estupro de vulnerável, ocorrido na comunidade Cachoeira II, na Vila Muiriqui, em Mangaratiba.

De acordo com o chefe da 3ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, em Itaguaí, Rodrigo Dias Moreira, o grupo era formado por familiares dos suspeitos atearam fogo em pneus para impedir o fluxo de veículos na rodovia. No entanto, eles foram contidos meia hora depois do ato de vandalismo. Segundo Dias, não houve conflito com manifestantes. A ação foi feita pela PRF em conjunto com a Polícia Militar de Mangaratiba. 

O crime

 

O protesto faz referência ao caso de estupro de vulnerável, no qual sete pessoas estão envolvidas. Eles foram presos nesta quarta-feira (29) durante operação Lobo Mau realizada pela Policiais Civis da 165ª DP (Mangaratiba). O caso aconteceu na comunidade Cachoeira II, Vila Muriqui, em Mangaratiba. Com base em investigações, os policiais realizaram investigações no local e conseguiram identificar todas as residências dos alvos, que foram capturados através de mandados expedidos pelo Juízo da Vara Única de Mangaratiba. A ação aconteceu em conjunto com agentes da 166ª DP (Angra dos Reis), 167ª DP (Paraty) e 168ª DP (Rio Claro).