Dec 11, 2017 Last Updated 2:50 AM, Dec 11, 2017

Destaques

Jovens encabeçam caminhada pel…

O intuito do evento é dar um exemplo de que é possível reunir diversas religiões...

Nuclep mira novos contratos de…

Além de novos contratos no setor, empresa entregará equipamentos de Angra 3 até ...

Igreja em Itaguaí receberá uni…

Essa é uma oportunidade para aqueles doadores que não podem se dirigir aos ponto...

Seropédica terá nova etapa de exames de pré-natais

CENTENAS DE pessoas participaram da primeira etapa de exames na Maternidade Municipal de Seropédica CENTENAS DE pessoas participaram da primeira etapa de exames na Maternidade Municipal de Seropédica FOTO SEROPÉDICA ONLINE/LUIZ CALDERINI
Publicado em Serviço
Ler 271 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Secretaria Municipal de Saúde convoca gestantes para atendimentos na maternidade municipal

 

 ATENDIMENTO- Depois de concluída, na segunda-feira (27), a primeira etapa do projeto de extensão saúde/gestante “Dê vida a quem da vida”, a Secretaria Municipal de Saúde de Seropédica (SMSS) anunciou a nova fase da série de atendimentos a gestantes do município, que será realizada no dia 4 de dezembro, de 8h às 14h no Hospital Maternidade Municipal. Segundo a SMSS, a prioridade nos atendimentos nos exames pré-natais são para a prevenção de sífilis congênita, hepatite B e C e HIV.

 

 

A SMSS informou ainda que os resultados dos exames de sífilis congênita, HIV e de hepatite B e C poderão ser conhecidos na hora, enquanto os exames de sangue (pré-natal), urina e fezes serão obtidos em aproximadamente em 20 dias. De acordo com a SMSS, o aumento de registros de pessoas com sífilis congênita e HIV em Seropédica é que motivou a criação do projeto de proteger o bebê na hora do parto.

 

A SMSS informou também que no caso de os exames darem positivo a gestante tem acesso ao tratamento na rede pública. De acordo com o diagnóstico, ela poderá ser tratada na própria unidade em que faz o pré-natal ou encaminhada ao serviço de referência. Sendo portadora de uma dessas doenças, a futura mamãe poderá prevenir para que a criança nasça com saúde. “O cuidado é fundamental para evitar a transmissão da mãe para a criança. O teste para diagnosticar a sífilis deve ser feito na primeira consulta do pré-natal, idealmente no primeiro trimestre da gravidez, no início do terceiro trimestre e no momento do parto, independentemente de exames anteriores, pois a sífilis congênita pode causar aborto e má-formação do feto, entre outros problemas”, diz a médica Maria de Fatima Nolasco, diretora da Maternidade Municipal de Seropédica.  

 

Maria de Fátima Nolasco afirmou que as mulheres, principalmente as gestantes, precisam estar atentas para evitar a transmissão de doenças como sífilis congênita, HIV e de hepatite B e C para seus filhos na gestação ou parto. “Caso o exame dê positivo, é muito importante que o tratamento seja feito com penicilina, pois este é o único medicamento capaz de tratar a mãe e a criança. Se a criança for diagnosticada com sífilis congênita, precisará ficar internada por 10 dias para receber o tratamento adequado”, destaca a diretora do Hospital Maternidade.

 

Durante a primeira etapa de atendimentos, a palestrante Adriana Torres, do Ministério da Saúde, conversou com as futuras mamães e fez várias orientações sobre a prevenção de doenças, como sífilis e o HIV. A especialista disse ainda que as doenças transmitidas por mosquitos, como dengue, a chikungunya e a zika, apresentam sintomas semelhantes, o que pode dificultar o diagnóstico e ser prejudicial às gestantes.