Jan 17, 2018 Last Updated 1:50 PM, Jan 17, 2018

Destaques

Redução de EJAs ameaça alfabet…

  Prefeitura de Itaguaí pretende fechar nove escolas que oferecem aulas para jo...

Professor da UFRuralRJ tem art…

PESQUISA Um trabalho que contou com participação de um docente da Universidade F...

Novas relações de trabalho são…

Em evento, promovido pelo Sistema Firjan, empresários assistiram palestra sobre ...

Mangaratiba discute proteção à criança e ao adolescente

O seminário foi direcionado aos gestores e orientadores educacionais da rede municipal de ensino O seminário foi direcionado aos gestores e orientadores educacionais da rede municipal de ensino FOTO BÁRBARA COSTA/PMM
Publicado em Cotidiano
Ler 359 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Encontro teve como objetivo promover uma reflexão crítica e instrumentar todos os agentes da área

 

SEMINÁRIO A Secretaria de Educação de Mangaratiba realizou na tarde de quinta-feira (9) o “I Seminário da Rede de Proteção da Criança e do Adolescente”. O encontro aconteceu em Itacuruçá e foi organizado pela Diretoria de Assistência Integral ao Educando (DAIE), que tem como responsáveis as profissionais da área, Adriana Leonídeo e Stefânia Lima. O objetivo foi promover uma reflexão crítica e instrumentar todos os agentes que atuam em torno dos direitos da criança e do adolescente.

O seminário foi direcionado aos gestores e orientadores educacionais da rede municipal de ensino, representantes das secretarias de Assistência Social e Saúde, e profissionais da Polícia Civil, Polícia Militar, Conselho Municipal do Direito da Criança e Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar e Comissário de Justiça da Infância, da Juventude e Idoso.

Logo no início, cada autoridade se apresentou e explicou a função do órgão em que atua em função do tema. Na parte de Segurança, o primeiro a se apresentar foi o delegado da 165º, Anderson Ribeiro Pinto. Em seguida, o novo comandante da polícia militar de Mangaratiba, Tenente Azevedo e o comandante da Guarda Municipal da cidade, Leandro Couto, além do Comissário da Infância, Juventude e do Idoso, Edson Carneiro.

Já na Assistencial Social e Saúde se apresentaram a diretora do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), Juliana Amorim, a psicóloga Ana Carolina Pacheco, a assistente social, Rosimere Gonçalves e a conselheira tutelar Anne Dumas. A secretária adjunta de Educação, Maria Antônia Rosa, a superintendente de projetos Maria Lúcia Batista e a orientadora da Diretoria de Assistência Integral ao Educando (DAIE), Michele Reis abordaram o tema na parte da Educação. Após as apresentações, os participantes puderam esclarecer dúvidas com os convidados.

NOVA CONQUISTA DA EDUCAÇÃO

Na ocasião a diretora do DAIE, Adriana Leonídeo, divulgou a criação do Centro Municipal de Atendimento Psicopedagógico (CEMAP). Ele atende os alunos matriculados na rede municipal que apresentam alguma deficiência, dificuldade na aprendizagem, e transtornos ou processos psicológicos que dificultam o aprendizado.

 

São oferecidos atendimentos fonoaudiólogo, psicológico, psicopedagógico, fisioterapia, equoterapia e psiquiátrico. Os três últimos são em parceria com a secretaria de Saúde. Para o aluno ser atendido é necessário que a unidade escolar envie uma solicitação ao DAIE, com uma autorização por escrito dos responsáveis. Em seguida, os técnicos vão até a escola e realizam uma avaliação e triagem com o aluno, e quando necessário encaminham para atendimento no CEMAP.