Nov 22, 2017 Last Updated 1:15 PM, Nov 22, 2017

Mais um trecho de alambrado no chão, dessa vez é a parte de trás

Outro trecho do alambrado toma em quadra do Complexo Educacional Amauri Ferreira, no bairro Somel Outro trecho do alambrado toma em quadra do Complexo Educacional Amauri Ferreira, no bairro Somel FOTO REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS
Publicado em Cotidiano
Ler 327 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Quadra esportiva de complexo educacional no bairro Somel continua sofrendo com descaso

 

MAIS UM Era uma vez um alambrado. De pouquinho em pouquinho, numa queda, tudo vai ao chão. Assim está o alambrado da quadra do Complexo Educacional Amauri Ferreira, no bairro Somel. A primeira parte caiu no dia 8 de junho. Um outro trecho desabou no dia 24 de agosto, deixando uma menina de 14 anos levemente ferida. Mais outro trecho caiu com a ventania do dia 14 de setembro e agora no dia 2, em pleno feriado, uma parte que estava escorada acabou tombando.

Por sorte, ninguém ficou ferido desta vez. Pois apesar do risco de queda do alambrado que cercava toda a área, as pessoas continuam usando para jogar bola em momentos de lazer. Os moradores do local chamam a atenção para o abandono do local há muito tempo como publicado em matérias anteriores do ATUAL. No entanto, até agora nenhuma providência foi tomada.

Em agosto, a reportagem do ATUAL esteve no local e constatou que apesar do risco iminente de queda da estrutura de ferro, realmente não havia qualquer interdição. Inclusive, funcionários de uma empresa do porto jogavam futebol no momento. Em vários pontos, no entorno da quadra, há sinais de enferrujamento e inclinação da estrutura, chegando a estar, na ocasião, escorada por postes. Porém, nem mesmo os postes foram capazes de segurar o alambrado.

A reportagem também encontrou, no local, servidores da prefeitura que mexiam na caixa de energia do complexo. “Desde que a nova gestão assumiu já havia um problema recorrente em relação à quadra. Nós providenciamos as Circulares Internas (CI) e distribuímos para que as outras secretarias tomassem providências. Agora estamos aguardando o processo licitatório para realizar a manutenção. Mas sempre que somos acionados, comparecemos para fazer um relatório e encaminhar mais uma vez o pedido”, explicou o coordenador de instalações da Secretaria Municipal de Esportes, José Carlos na época.

Em ocasiões anteriores, o ATUAL entrou em contato com a Prefeitura para saber que providencias seriam tomadas em relação ao abandono da quadra. No dia 25 de julho, a Prefeitura de Itaguaí, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que a Secretaria de Obras de Itaguaí já havia incluído o complexo na licitação de áreas públicas do município para reformas. Mas, por enquanto, tudo que acontece é o munícipe assistir ao desmoronamento de áreas públicas que poderiam estar sendo melhor aproveitadas, se as autoridades competentes não ficassem de costas para as demandas da população.

 

 

Última modificação em Terça, 07 Novembro 2017 11:40