Nov 20, 2017 Last Updated 5:46 PM, Nov 17, 2017

Uma década de culto à literatura

O ENTÃO prefeito André Ceciliano, quando recebia os escritores Affonso Romano de Sant'Anna e Martinho da Vila O ENTÃO prefeito André Ceciliano, quando recebia os escritores Affonso Romano de Sant'Anna e Martinho da Vila FOTO REPRODUÇÃO
Publicado em Cotidiano
Ler 756 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Projeto criado no governo do então prefeito André Ceciliano reuniu artistas, escritores, e pensadores em Paracambi

LEMBRANÇA O ex-prefeito Paracambi e atual deputado estadual André Ceciliano utilizou as redes sociais para celebrar a aproximação da passagem do décimo aniversário de criação do projeto “Paracambi Literária”, que atraiu para a cidade diversos autores, pensadores e artistas, contribuindo para familiarizar o público local com algumas das vertentes da literatura brasileira, enriquecendo os seus horizontes intelectuais. “O Paracambi Literário completa 10 anos desde a sua realização em novembro de 2007. É uma festa cultural que trouxe para a nossa região nomes importantes da cultura brasileira e se tornou um marco na Baixada Fluminense”, registrou André Ceciliano em mensagem publicada no Youtube.

A iniciativa foi realizada nos dias 29 de novembro e 2 de dezembro de 2007, ocupando as instalações da antiga Fábrica Brasil Industrial. O parlamentar lembrou que o encontro contou com a presença de diversas personalidades desde escritores, jornalistas e cantores. “Todos criadores da cultura nacional e local”, reforçou o deputado.

Ainda segundo André Ceciliano,  o projeto “Paracambi Literária” foi patrocinado pela Petrobrás e realizado pela Organização não governamental Casa do Conhecimento. Ele informou ainda que a promoção foi da Água Grande - Projetos e Realizações, com comunicação da Proview Propaganda, em parceria com a Prefeitura de Paracambi, por meio das secretarias municipais de Educação e de Transporte.

A exemplo do que ocorre em eventos do gênero, a antiga Fábrica Brasil Industrial foi o palco da realização de rodas de leitura, sessões de filmes, contação de histórias, exposições de artes plásticas, oficinas dentre outras atividades, sempre com o foco na interação da arte com a cultura e a educação. A experiência levou gratuitamente a arte da leitura, educação e cultura não apenas para crianças, jovens e adultos de Paracambi, mas também de diversas regiões da Baixada Fluminense. “Enquanto prefeito à época, posso afirmar que foi um dos momentos mais importantes de nossa cidade em 2007, unindo nossa Paracambi a todo o mundo através da literatura e das artes”, lembrou festivamente o deputado André Ceciliano.

Expoentes como Affonso Romano de Sant'Anna, Alcione Araújo, Antônio Torres, Bia Bedran, Moacyr Scliar, Martinho da Vila, Roberto DaMatta, Tonico Pereira, Pasquale Cipro Neto e Ferreira Gullar marcaram presença na cidade, não poupando elogios à organização. “Esses são instrumentos fundamentais da formação da comunidade, da formação da sociedade e da formação do próprio ser humano”, comentou à época o saudoso escritor, poeta, crítico de arte, biógrafo, tradutor, memorialista e ensaísta brasileiro Ferreira Gullar, autor de obras como “Poema Sujo”, um autêntico libelo contra a ditadura militar no Brasil, ao tratar de temas como lutas, miséria e pobreza.

FRAGMENTO DE uma peça de divulgação do evento Paracambi Literária