Sep 24, 2017 Last Updated 5:54 PM, Sep 22, 2017
 
 
 
 
 

Docas assina dois novos contratos para o Porto de Itaguaí

O Berço 201 está desativado desde a extinção do Contrato de Arrendamento com o ex-arrendatário Valesul S/A O Berço 201 está desativado desde a extinção do Contrato de Arrendamento com o ex-arrendatário Valesul S/A (FOTO WELINGTON CAMPOS)
Publicado em Cotidiano
Ler 431 vezes
Avalie este item
(0 votos)

O contrato celebrado visa a reativação do Berço 201 do complexo portuário, que se encontra inoperante e apoio técnico ao Ogmo

CONTRATO O diretor-presidente da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ)Tarcísio Tomazoni assinou o contrato de transição entre a Companhia Docas e a Global Operações Portuária. O contrato celebrado visa a reativação do Berço 201 do Porto de Itaguaí, que se encontra inoperante desde a extinção do Contrato de Arrendamento com o ex-arrendatário Valesul S/A. Diante da necessidade de se evitar o prejuízo econômico, financeiro e social, a CDRJ cedeu ao arrendatário transitório a instalação portuária denominada TGSIII para a movimentação de granéis sólidos.

Além da reativação do berço 201, Tarcísio Tomazoni também assinou o Termo de Apoio Técnico e Administrativo entre a CDRJ e o Órgão Gestor de Mão de Obra do Rio de Janeiro (Ogmo-RJ). A celebração do contrato destina-se exclusivamente à instalação funcional do Ogmo-RJ com a finalidade de operar dentro das atribuições da Lei Nº 12.815 no prazo de 10 anos, podendo ser renovado por igual período.

Durante a assinatura, no final de agosto, também estiveram presentes o diretor de gestão portuária, Shalon Charles; o superintendente de gabinete, Albert dos Santos; o diretor da Global Operações Portuária S.A.,  Marcelo Luz Sousa e o diretor do Ogmo- RJ, Pedro Mário de Barros Magdalena.

VISITA TÉCNICA

No dia 30 de junho, uma comitiva formada por deputados da Comissão de Viação e Transportes (CVT) da Câmara Federal fizeram uma visita técnica ao Porto de Itaguaí para obterem informações sobre as instalações e analisarem possíveis soluções para o problema de infraestrutura e logística. Na ocasião, faziam parte do grupo de parlamentares, o presidente da Comissão, Altineu Côrtes, Alexandre Valle,  Wanderley de Oliveira e Wilson Beserra.

A primeira parada do grupo foi na região foi na sede administrativa da Companhia Docas, onde foram recebidos pelos diretores. Durante o encontro, a comitiva conheceu o Terminal da TECON, do grupo CSN e, em seguida, as instalações do Terminal Porto Sudeste.

 

 

 

Última modificação em Terça, 05 Setembro 2017 20:27