Aug 23, 2017 Last Updated 4:06 PM, Aug 23, 2017

DPO fechado e Mazomba pede socorro à PM

Representantes da sociedade civil organizada do bairro se reuniram com representante da PM Representantes da sociedade civil organizada do bairro se reuniram com representante da PM FOTOS CLEITON BEZERRA
Publicado em Polícia
Ler 727 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Moradores do bucólico bairro de Itaguaí promoveram um encontro com representante da PM buscando saídas para insegurança no bairro

CLEITON BEZERRA

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

BUSCA POR PAZ Após casos de violência, recentes na região, moradores do bairro de Mazomba se reuniram no salão de conferências do Sítio Chaminé na tarde de ontem (7). Os moradores convidaram o comandante do 24º BPM (Queimados), porém o mesmo foi convocado para reunião “de urgência” no centro do Rio de Janeiro. Quem representou a Polícia Militar no encontro foi o capitão Andrade.

O presidente da Cruz Vermelha de Itaguaí, Sérgio Tavares Duarte, destacou quais foram as motivações para a organização do encontro com a autoridade policial. “Nosso intuito em fazer essa reunião é pelo fato da comunidade ter tido um trabalho e um gasto de fazer um DPO novo, totalmente reformado, ficou novinho em folha e o policial que é bom não tem aparecido, o DPO fica sempre fechado. Paralelo a isso, a criminalidade vem aumentando muito por aqui”, destacou o presidente da Cruz Vermelha do município.

Estiveram presentes no encontro, o presidente do Conselho Comunitário de Mazomba e Rio Preto, o presidente da Cruz Vermelha de Itaguaí, a diretora da Escola Municipal Doutor Jorge Abrahão, presidente da Associação de Moradores de Mazomba e líderes religiosos, da Comunidade Profética Nova Aliança e da Igreja Congressional do Leandro.

PAUTAS ABORDADAS

Entre as principais pautas abordadas no encontro estava a situação do DPO de Mazomba, que, segundo moradores, encontra-se fechada desde março deste ano. Outros casos levantados pelos moradores foram: o de um homem, chamado Rômulo, que foi baleado com dois tiros, próximo ao Largo de Mazombinha na segunda (31); dois carros roubados de fiéis de uma das igrejas da região; e os constantes assaltos a pedestres e nas kombis, que circulam pelo bairro.

O representante do 24º BPM (Queimados), capitão Andrade, coletou informações com os moradores durante o encontro e afirmou que todos os esforços serão feitos para que a sensação de segurança retorne aos moradores e frequentadores da região.

Segundo o capitão Andrade, o DPO de Mazomba não se encontra fechado. Dois policiais estariam alocados ali. A explicação para a "falta de policiais no DPO" seria pelo fato deles saírem, constantemente, para atender as demandas e chamados.   

Segundo moradores, DPO Mazomba estaria fechado desde março deste ano

Última modificação em Terça, 08 Agosto 2017 15:25